X

Lesão preocupa, mas Almagro deve jogar em Madri

Segunda, 28 de abril 2014 às 18:32:36 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Ariane Ferreira - Nicolas Almagro, 24º da ATP,que assustou a todos ao entrar na sala de imprensa do ATP de Barcelona de muletas, após sua derrota na semi, ouviu de sua equipe médica que a lesão que tem no pé segue preocupando, mas que há possibilidade de jogar em Madri.

Frustrado por ter sentido a lesão no fim da partida no último sábado, onde foi eliminado do torneio pelo colombiano Santiago Giraldo, Almagro procurou não dar detalhes da lesão que tem na planta do pé e o vem incomodando desde 2013.

Na ocasião, a reportagem do Tênis News conseguiu apurar que o atleta planejava fazer uma baterias de exames, inclusive uma ressonância magnética, para verificar o dano causado pelo esforço de jogar na semana na Catalunha.

Nesta segunda-feira, o tricampeão do Brasil Open realizou exames e ouviu do seu corpo médico, que pode vir a se recuperar em tempo de disputar o Masters 1000 de Madri, mas que precisa cuidar da lesão, pois ela preocupa.

De acordo com a equipe do tenista, não há data determinada para a volta de Nico aos treinos. Entretanto, Almagro e seu treinador Samuel López não pretendem descartar sua participação no quinto Masters 1000 do ano, que deve começar para ele a partir de cinco de maio.

Esta semana, Nico fará sessões diurnas e vespertinas de fisioterapia e tratamento médico intercalados. Ao fim da semana, novos exames e testes serão feitos para definir a ida do espanhol para Madri.

Almagro, que deu inicio a sua temporada apenas na disputa do ATP 250 de Viña Del Mar, no Chile, já em fevereiro, tem sofrido com a lesão que atinge a extensão do nervo aponeurose plantar e prejudica o músculo adutor do hálux, ambos na planta do pé, desde o meio da temporada 2013. Em 2014, Nico procurou se recuperar, mas voltou a sentir a lesão durante a disputa do ATP de Houston, nos Estados Unidos há três semanas.

O cuidado do espanhol, que mesmo lesionado alcançou a maior vitória de sua carreira ao bater o líder do ranking, Rafael Nadal, é que a lesão não se agrave.
banner
banner