X

Às margens do top 10, Nishikori comemora melhora de seu jogo

Sábado, 26 de abril 2014 às 15:15:58 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Ariane Ferreira - Prestes a bater às portas do top 10, o japonês Kei Nishikori, atual 17º, comemorou a evolução de seu jogo do inicio da temporada até agora e atribui a parceria técnica de Daniel Bottini e Michael Chang a melhora de sua direita e consistência em quadra.

Sem jogar desde o Masters 1000 de Miami, em fevereiro, quando se retirou antes de entrar em quadra na semifinal, em virtude de uma lesão no abdômen, o número um do Japão comemorou sua primeira final na temporada em Barcelona, após vencer o letão Ernests Gulbis.

"Tenho sacado cada vez melhor e melhorei a forma de jogar os pontos importantes, o que me ajudou muito hoje. Joguei muito sólido", disse Nishikori e completou ao ser perguntado sobe o trabalho de Chang: "Ele e Daniel (Bottini) têm completado o trabalho, tenho melhorado aspectos do meu jogo que precisavam de acertos e eles me deram essa confiança de encarar de frente esses momentos difíceis nas partidas".

Ao alcançar a final em Barcelona, o japonês já garantiu-se como 13º do ranking na próxima semana e caso vença será o 12º, ficando a uma posição de sua melhor colocação no ranking. Sem comentar diretamente a possibilidade do top 10, Kei definiu: "Trabalhamos para o dia a dia, cada partida,não há nada ganho no torneio, nem no próximo. Sempre é uma batalha, mas todos focamos nisso, se top 10 um dia, toda a motivação em um esporte individual está em estar entre os melhores, ser o melhor", respondeu em bom espanhol.

Xodó da torcida local, Nishikori agradeceu o apoio extra dos inúmeros torcedores japoneses presentes ao torneio: “Eu fiquei muito feliz de ver um monte de japoneses me felicitando após a partida".

Nishikori defende 225 pontos até Roland Garros e na próxima semana ficará a apenas 315 pontos do décimo colocado, John Isner, que até o Slam francês defende apenas 55 pontos. Apesar de complicado, uma boa campanha de Nishikori em Madri ou Roma, pode o deixar no top 10, já no inicio de Roland Garros.
banner
banner