X

Nadal comemora estreia e se diz 'muito melhor' de dores nas costas

Domingo, 23 de março 2014 às 01:55:44 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Ariana Brunello, em Miami - Com o término tardio de sua partida após a demora nos jogos anteriores e uma chuva na parte da tarde, Rafael Nadal deu uma coletiva em formato de zona mista e comemorou sua exibição na estreia na Flórida e a evoluçãodas dores nas costas.

"Joguei uma partida bem sólida, depois de duas semanas de treinos me senti mais confortável sacando, o que é importante pra mim. Da linha de base joguei da maneira correta, com poucos erros, sempre com as bolas mais lógicas, jogando no seu backhand e quando tinha a chance indo pro forehand. Fiquei muito feliz pela maneira como joguei e senti a bola no fim do primeiro set. Lleyton jogou um segundo set melhor, tivemos bons rallies. No geral fiquei muito feliz com essa estreia," disse o número 1 do mundo após o triunfo por 6/1 6/3. Ele detalhou mais sobre a tática que usou contra o tenista de 33 anos.

"Hewitt é um cara que contra os tops sempre joga bem e é perigoso, ele costuma usar a força de quem joga mais reto, mais chapado e causar danos, por isso eu joguei profundo, com bolas de mais efeito no seu backhand e quando tinha chance ia pro meu forehand".

Questionado se sentiu pena do australiano no primeiro set com a fácil vitória em 27 minutos, Nadal descartou, mas elogiou o australiano o qual já venceu em sete doz onze jogos disputados.

"Não posso sentir pena. Estou aqui para tentar o meu melhor, sei o quão perigoso ele é, admiro muito e respeito muito ele, é um grande exemplo pra mim por estar jogando até hoje com as lesoes duras que teve na carreira e segue jogando com paixão, amor, é um grande exemplo pra mim e pras crianças".

Miami pelo visto vem abrindo uma nova porta para o natural de Manacor que sofreu uma nova lesão, nas costas, na final do Australian Open e precisou se sacrificar para jogar no Rio de Janeiro e em Indian Wells: "Depois da Austrália joguei no Rio e Indian Wells com um alguma dificuldade e diferentes movimentos para o saque, mas parece que passou, estou me sentindo muitíssimo melhor, e isso é o mais importante, não me dói e por isso acredito que estou 100%".
banner
banner