X
banner

Retrospectiva Janeiro - Djokovic e Azarenka repetem na Austrália

Terça, 26 de novembro 2013 às 10:21:29 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Ariane Ferreira - Fim de ano, tenistas de férias e se preparando para 2014 é hora de lembrar o que de melhor aconteceu no tênis na temporada 2013. Janeiro foi um mês agitado com Novak Djokovic e Victoria Azarenka levantando a taça na Austrália e Rafael Nadal desistindo dos primeiros torneios alegando problemas intestinais e falta de ritmo.

A temporada começou com em Brisbane (Austrália), onde Andy Murray sagrou-se bicampeão, e a parceria inédita entre o espanhol Tommy Robredo e o mineiro Marcelo Melo garantiu o primeiro título de uma grande temporada do brasileiro.

Em Doha (Qatar), o francês Richard Gasquet faturou o primeiro de três títulos da melhor temporada de sua carreira. Em Chennai (India) o então top 10, Janko Tipsarevic, garantiu seu único titulo no ano.

Na semana pré-Australian Open, Bernard Tomic bateu Kevin Anderson para ficar com o título do ATP de Sidney. Na mesma semana, o espanhol David Ferrer venceu Auckland (Nova Zelândia) e Bruno Soares, jogando ao lado do britânico Collin Fleming, faturou seu primeiro título no ano.

No feminino, Serena Williams levantou o troféu em Brisbane. Na Li venceu a primeira edição do torneio de Shenzhen (China). Em Auckland, a polonesa Agnieszka Radwanska venceu com sobras. Na semana seguinte, a polonesa arrasou em Sidney. Elena Vesnina garantiu seu título na temporada ao vencer em Hobart, também na Austrália.

A Copa Hopman, em Perth, Austrália, não vale pontos, mas tem muito prestígio. A Espanha de Anabel Medina e Fernando Verdasco foi a campeã ao derrotar a Sérvia com as estrelas Djokovic e Ana Ivanovic em ação.

O primeiro Slam do ano começou em altas temperaturas e reclamação de tenistas sobre privilégios aos melhores. Mesmo sob forte calor, o torneio protagonizou grandes jogos e algumas decepções. Novak Djokovic fez o jogo do torneio ao vencer o suíço Stanislas Wawrinka no quinto set em 12/10 nas oitavas de final. Federer parou na semi em grande duelo contra Murray.

O francês Jeremy Chardy surpreendeu ao alcançar as quartas de final no torneio ao bater Juan Martin Del Potro. Nicolas Almagro deu a grande ‘amarelada’ ao sacar para o jogo contra Ferrer nas quartas por três vezes e sequer conseguir um match-point.

No feminino, a bielorussa Victoria Azarenka sagrou-se bicampeã ao conseguir superar a chinesa Na Li em uma final nervosa, em que a chinesa se lesionou por duas vezes. Para chegar à final Na Li foi provada a cada rodada, fez semi contra a russa Maria Sharapova, dominando com um duplo 6/22. Azarenka contou a ajuda da jovem norte-americana Sloane Stephens, que surpreendentemente eliminou Serena Williams na fase de quartas. Stephens foi superada por Azarenka na semi, onde protagonizou a polêmica do torneio, ao pedir atendimento médico quando perdia no segundo set para esfriar a rival.

Thomaz Bellucci foi surpreendido para o eslovaco Blaz Kavcic na primeira rodada. Jogando duplas com o francês Benoit Paire, Bellucci viu sua parceria inédita ser a sensação ao cair nas quartas para os espanhóis Marcel Granollers/Marc Lopez, então terceira melhor dupla do mundo.

Bellucci/Paire bateu Bruno Soares e Alexander Peya na segunda rodada. Marcelo Melo disputou o torneio ao lado de Ivan Dodig, mas caíram na primeira rodada para o italiano Daniele Bracciali e o tcheco Lukas Dlouhy. Os irmãos Bob e Mike Bryan sagraram-se hexacampeões do torneio.

No Aberto de São Paulo, Rogério Dutra Silva foi à final e somou valiosos pontos no ranking.
banner
banner