X
banner

Nadal evita comparações com Federer: 'Ele tem muito mais resultados'

Domingo, 10 de novembro 2013 às 17:29:09 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Fabrizio Gallas, em Londres - A uma partida de conquistar seu único título que resta na coleção dos triunfos mais importantes, o ATP World Finals, Rafael Nadal mais uma vez foi questionado se pode ser comparado com Roger Federer como o maior de todos os tempos.

O questionamento veio também no confronto direto entre os dois onde Nadal venceu 22 dos 32 confrontos entre eles, o primeiro sobre o piso rápido e coberto neste domingo em cinco embates.

“Pra mim o confronto direto é um detalhe mais e se os nossos números fossem similares, o confronto direto seria um dado a mais e pra mim não tem comparação os nossos resultados pois ele tem números muitos melhores do que os meus. Evidentemente que tenho uma carreira estupenda, mas ainda estou bem longe dos números dele e vamos ver quando terminar onde eu fico. As carreiras se analisam depois que se terminam e tanto eu como Federer ainda não terminamos.”, disse Nadal que só colocou um tenista para se comparar ao suíço, Rod Laver. Apesar de ter 17 Grand Slams e o australiano ter conquistado onze, Rafa lembrou as façanhas do ex-tenista da Oceânia que ganhou por dois anos, em 1962 e 1969, os quatro Majors numa mesma temporada, recorde que desde então jamais foi alcançado.

“Se tiver comparação seria com Rod Laver que passou alguns anos sem competir em sua carreira pelo tema do profissionalismo que na época para competir nos Slams teria que ser amador. Ele conseguiu os quatro Majors antes, como amador, e depois, como profissional. Então pra mim a comparação é entre Federer e ele.”

Nadal disse ainda ser “muito difícil” que os números do suíço sejam superados. Dentre eles, Federer tem 302 semanas no topo contra por enquanto pouco mais de 100 do espanhol: “Será muito difícil que alguém melhore os números de Federer. O tênis não é só os Grand Slams, mas sim outros torneios e números em torno e o Federer tem recordes incríveis. Espero seguir ganhando para ver em que parte da história vou ficar quando terminar minha carreira”.
banner
banner