X
banner

Federer diz confiar no sistema anti-doping

Quinta, 07 de novembro 2013 às 15:08:18 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Fabrizio Gallas, em Londres - Roger Federer venceu sua primeira partida no ATP World Finals, torneio que reúne os oito melhores do ano, e discordou das declarações de Novak Djokovic que criticou o sistema anti-doping dizendo não confiar mais no mesmo.

Leia Mais:
Djokovic dispara contra o sistema anti-doping e ATP: 'Não confio neles'
Nadal critica estrutura da ATP e teme não poder praticar o esporte após a aposentadoria

Viktor Troicki, amigo de infância de Djokovic, pulou um teste anti-doping em Monte Carlo, em abril, alegando se sentir mal. Foi punido por 18 meses e teve a mesma abreviada para um ano após alegar que a médica que aplicou o exame teria deixado realizar o mesmo no dia seguinte. Djokovic reclamou de negligência da representante e do sistema anti-doping como um todo incluindo a WADA (Agência Mundial Anti-Doping) e a ITF com seu Tribunal Independente que julga os casos e segundo ele nunca dá parecer favorável aos jogadores.

Federer declarou: “ Honestamente não converso muito com os jogadores. Eu confio no sistema (anti-doping), no geral eles são muito profissionais”, afirmou o suíço que voltou a criticar porém a redução no número de testes.

“Sinto que não testado o suficiente. Fui testado aqui após a primeira partida, mas sinto que é preciso mais. Sei que às vezes a verba não é alta para tudo, mas fui testado mais, umas 25 vezes em 2003 e 2004 e desde então só vem caindo. Nesse ano perdi mais e por isso senti falta deles, mas ano passado estava na corrida de vitórias e não fui testado em nenhum dos eventos de Dubai, Indian Wells e Roterdã que ganhei ou fui bem e isso demonstra que eles não testam o cara que está ganhando, é disso que sinto dificuldade.”

Federer comentou sobre o caso Troicki e foi firme na postura negativa do atual 77 do mundo que só voltará a jogar em julho de 2014: “Acredito que quando você é requistado para um exame, você tem que fazer o exame, não importa o quão mal se sente. Lamento. O teste no dia seguinte não é o mesmo que no dia anterior, não se sabe o que se pode ocorrer na noite. Quando se requisita naquele dia, o cara está lá e não é possível uma escapatória. Temos que ser extremamente firmes com isso.”
banner
banner