X
banner

Djokovic dispara contra a ATP e Anti-Doping: 'Não confio neles'

Terça, 05 de novembro 2013 às 23:49:28 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Fabrizio Gallas, em Londres - Novak Djokovic tomou as dores do amigo Viktor Troicki e disparou severas críticas, na noite desta terça-feira, contra o sistema anti-doping no tênis e também contra a burocracia e falta de ajuda da ATP aos tenistas que, segundo ele, tem pouca voz.

Troicki havia sido suspenso por 18 meses por um Tribunal Independente da ITF, o IDTM, por se recusar a um exame anti-doping de sangue durante o Masters 1000 de Monte Carlo. Ele alegou estar doente e pediu para fazer o teste no dia seguinte dizendo que a representante do teste no dia o deixou fazer sem dar explicações sobre possíveis problemas. Nesta terça o CAS, Côrte Arbitral do Esporte, reduziu a pena para 12 meses concordando com o malentendido. O número 77 do mundo poderá voltar a jogar em julho.



"Viktor é um grande amigo meu.Estive muito envolvido nesse caso. É uma notícia muito ruim , mas não só para ele pois só prova que o sistema da WADA e Agência Anti-Doping não funcionam",sentenciou Djokovic após vencer Roger Federer por 6/4 6/7 (7/2) 6/2 no ATP World Finals.

"Como tenistas temos que jogar e respeitar todas as regras. Quando você é escolhido por sorteio para exames de urina ou de sangue, os representantes da WADA (Agência Mundial Anti-Doping) e anti-doping que estão no torneio são responsáveis por lhe dar claras indicações e explicações sobre consequências e penalidades que podem ser tomadas se você não comparece a um teste. No caso a representante não fez isso."

"Troicki não testou positivo para nenhuma substância. Não estou dizendo que ele não cometeu nenhum erro, mas a maneira como foi, ele tinha um atestado médico que não estava bem na hora de fazer o teste. Ele perguntou se poderia não fazer o exame no dia e deixar para o outro, não porque queria esconder algo, mas pois se sentia mal. Ela (que aplicou o teste) claramente não apresentou a ele as claras consequências , só disse que deveria escrever reportando e que ficaria bem. Por conta de sua negligência e falta de profissionalismo ele está um ano fora do tênis".

Em seguida o sérvio alegou temer que problemas parecidos possam ocorrer com outros jogadores ou até com ele.

"Tudo isso me faz ficar nervoso em fazer cada teste. Não confio mais neles , não tenho que confiar no que está acontecendo. Não sei se amanhã o representante, os diretores da WADA , por conta de suas negligências, anti-profissioalismo e incapacidade de explicar as regras de uma maneira correta, podem perder um teste eu ou algo pior do que isso", afirmou o sérvio lembrando a atitude de Andy Murray que está contratando um laboratório independente acompanhando os testes da WADA e IDTM (Tribunal Independente da ITF).

Djokovic também criticou o sistema da ATP. Segundo ele, a burocrática entidade não ouve os tenistas e vai deixar Troicki sozinho no caso.

"O único que está sofrendo com tudo isso após esse anúncio é o jogador e a ATP que supostamente é a Associação dos Tenistas, não fará nada. Então o Viktor ficou sozinho e amanhã pode ser outro. Essa é uma grande razão de que coisas devem ser mudadas definitivamente. Todo o cenário não me dá confiança neles, nas regras e procedimento. É ridículo".

Djokovic continuou reclamando da ATP que os tenistas não têm voz e o sistema é burocrático.

"A situação toda no tênis é muito complicada com ATP, ITF, Grand Slams e IDTM , muitos corpos governamentais, associações que são independentes. Difícil mudar algo e dar boas soluções aos tenistas. Temos tenistas como Nadal que já estão saturados de nada ser mudado e não querer lutar mais para mudar. A ATP é 50 % tenistas e 50% torneios. Toda hora que você deve votar algo é preciso maioria, algo impossível pois você vai contra os torneios que tem seus direitos e cai no presidente. Jogadores não têm energia ou tempo para gastar nessas coisas com muita política."

"A estrutura atual não favorece os tenistas. Estamos buscando melhoras, mas só não evolui mais pois não temos voz o suficiente na estrutura."
banner
banner