X
banner

Inspirado em Ivanisevic, parceiro de Melo lembra difiiculdades no circuito

Segunda, 04 de novembro 2013 às 11:33:22 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Fabrizio Gallas, em Londres -Parceiro de Marcelo Melo com a terceira melhor dupla do ano e pela primeira vez no ATP Finals, Ivan Dodig alcançou seu melhor ranking nas duplas, 6º lugar. Ele conversa com o Tênis News ele comemorou e lembrou das dificuldades.

“Tivemos um ano muto bom a partir de Wimbledon e estamos muito felizes por estarmos aqui e no fim merecemos estar aqui e espero que joguemos um bom tênis dos últimos meses para mostrar que estamos aqui por uma boa razão. É possível ver que combinamos em quadra, ajudamos um ao outro e nas duplas isso é importante””, destacou Dodig que ao lado de Melo estreia contra os irmãos Bob e Mike Bryan nesta terça-feira.
<>br> A dupla foi iniciada no ano passado de uma forma acidental. Começou no torneio de Memphis por uma lesão no parceiro combinado para jogar com Dodig. Os dois entraram em contato, fizeram uma final logo de cara e passaram a considerar uma parceria fixa após as quartas no Grand Slam londrino. Nesta ano engrenaram a partir da final de Wimbledon, depois semi do US Open, título em Xangai e a vaga em Londres. Dodig confirma que os dois atuarão juntos em 2014.

“Faltou consistêcia no início desse ano. Iremos jogar juntos em 2014 e nosso objetivo é jogar com mais consistência e melhorar algumas coisas, mas nosso objetivo é mostrar aos outros que podemos jogar em alto nível o ano todo”.

Dodig também é bom nas simples. É o atual 33º da tabela. Uma das dúvidas é como conciliar as duas categorias. Mas Ivan é enfático: “Sou um ótimo jogador de simples, mas me tornei um grande duplista e estou curtindo jogar duplas. Me sinto bem fisicamente jogando os dois, é claro que não vou jogar toda semana simples e duplas, mas farei um bom calendário para jogar o máximo possível junto com o Marcelo que é um grande parceiro. Estou jogando o melhor tênis de minha vida. É uma boa jogar bem na simples também. Vou dar prioridade aos dois”.

Sem patrocínio e dificuldades no início da carreira - A vida do tenista croata parece ser mais difícil do que de outros no circuito. Mesmo sendo sexto do mundo na dupla e top 35 em simples, Dodig não tem patrocínio financeiro. Ele comemora o fato de estar fazendo dinheiro com o tênis.

“Sempre há grande jogadores vindos da Croácia, mas sempre é um caminho árduo para nos tornamos grandes jogadores como Goran Ivanisevic, Ivan Ljubicic, Ivo Karlovic, Marin Cilic. Também foi assim comigo. Não temos uma ajuda de nossa Federação e nosso país é pequeno, mesmo assim temos muitos talentos esportivos no país e as pessoas viajam e se sacrificam para ter uma vida de atleta melhor. Foi muito duro pra mim o começo, não conseguimos achar patrocinadores. Mas agora fica mais fácil você fazendo dinheiro nos torneios, mas se você não for longe nas competições, fica sem dinheiro.”

A inspiração para Dodig alcançar o que vem atingindo no circuito vem do campeão de Wimbledon em 2001 como convidado, Goran Ivanisevic: “Quando comecei a jogar, Goran Ivanisevic era o melhor do país e da história do país, ele foi meu ídolo, eu o assistia, é o cara que sigo. Ele é ótimo, ajuda os temos , chegou a ajudar o Marin Cilic como técnico, , é bom ter a personalidade dele no tênis e como amigo”.
banner
banner