X
banner

Del Potro lamenta sorteio: 'É o grupo da morte'

Sábado, 02 de novembro 2013 às 15:35:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Fabrizio Gallas, em Londres - Derrotado nas quartas do Masters 1000 de Paris, na França, na sexta-feira, Juan Martin Del Potro teve uma dor de cabeça daquelas ao ser roubado no check-in do trem para Londres perder passaporte, dinheiro e objetos pessoais. O tenista nem havia olhado a chave do ATP World Finals.

Foto: Gustavo Werneck / Nittenis

Alertado sobre seu grupo, o argentino, que o desconhecia, olhou feio para o quadro e não gostou muito do que viu. Ele estreia contra Richard Gasquet na segunda-feira na chave B e terá pela frente Roger Federer e Novak Djokovic na sequência.

“Acabo de ver a chave. É uma chave dura!”, exclamou o argentino ao ver a mesma e depois concordou ao ser perguntado se era o grupo da morte: “Sim, é sim. Todos são grandes, mas não muda muito, terei três finais sem dúvida. Talvez os outros sejam os favoritos contra mim, mas nesse torneio todos podem vencer todos, preciso estar preparado”, disse o argentino que continuou: “Quero ganhar este torneio, é o grande evento de fim de ano onde já estive em uma final (em 2009). Mas será difícil, tem outros sete tenistas com chances, mas se jogar bem terei possibilidades”.

Delpo é um dos tenistas com maior número de jogos do último mês com títulos Tóquio e Basileia, final em Xangai e quartas em Paris. Apesar do cansaço, ele dará seu último fôlego para fazer um bom papel no evento: “Chego com as últimas energias que me faltam. Para este torneio se tira energia de onde se pode. Venho jogando muitos jogos no último mês, viajando do Japão, pra China, depois Europa, em um nível alto de intensidade. Mas estou muito contente e ansioso para este torneio, sei que é o último do ano, tentarei estar preparado e estar no mesmo nível do que estava nas últimas semanas”.
banner
banner