X

Djokovic vai à final e tenta colocar água no chope de Nadal

Sábado, 05 de outubro 2013 às 10:22:32 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Novak Djokovic, atual líder do ranking da ATP, confirmou seu favoritismo diante do francês Richard Gasquet, décimo do mundo, e se garantiu na final do ATP 500 de Pequim, na China. O sérvio defendia uma invencibilidade de 19 partidas e jogou para disputar sua quarta final consecutiva no torneio

Sem perder desde que passou a jogar na quadra rápida chinesa, Djokovic precisou de 1h20 para superar Gasquet por 6/4 6/2 e fará seu 38º confronto contra Rafael Nadal da Espanha, que mais cedo (madrugada no horário de Brasília) viu o tcheco Tomas Berdych abandonar a partida lesionado e se garantiu na final e no posto de número um do mundo.

A partida de semifinal começou complicada para Djokovic, que viu Gasquet confirmar com muita autoridade seus games de serviço e pressionar o sérvio. No quinto game da partida, francês tomou uma postura ainda mais agressiva e conquistou a quebra de saque. No game seguinte, Gasquet precisou salvar cinco breakpoints e jogar 11 igualdades, mas acabou levando a quebra e viu o sérvio igualar em 3/3. A partir daí, Djokovic passou a jogar mais solto e conseguiu nova quebra de saque no oitavo game da etapa e administrou o resultado.

Na segunda etapa Gasquet começou melhor, os erros irritaram Djokovic que já no primeiro game destruiu uma raquete. O sérvio se recompôs e defendendo-se muito bem, conquistou a quebra já no terceiro game.

No quinto game, Gasquet e Djokovic protagonizaram o ponto do torneio, com direito uma esquerda cruzada espetacular de Gasquet, uma direta vencedora belíssima de Djokovic, muito bem defendida pelo francês, belos voleios, um bom lob e um efetivo grand-willy.

Ainda no segundo set Djokovic conquistou nova quebra em erros bobos de Gasquet no sétimo game e sacou para a partida.

Na final contra o novo líder do ranking a partir de segunda-feira, Rafael Nadal, Djokovic fará seu 39º confronto, sendo a 18ª final entre eles. A vantagem no confronto direto é de Rafa com 22/17, que tem 9/8 em finais, sendo três delas o piso rápido.

Enquanto Djokovic luta para manter a invencibilidade na China em 20 jogos, o sérvio nunca perdeu em Pequim, Rafa luta para manter invencibilidade na quadra rápida em 2013. Este ano, o espanhol venceu todas as 27 partidas que disputou no piso.
banner
banner