X

Djokovic vê Nadal como maior desafio, mas diz: 'Sei como enfrentá-lo'

Sábado, 07 de setembro 2013 às 21:03:36 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Em entrevista coletiva após vencer batalha contra Stanislas Wawrinka por 2/6 7/6 (7/4) 3/6 6/3 6/4 após desgastantes 4h09min, Novak Djokovic comentou sobre Rafael Nadal que será seu rival na final de segunda-feira do US Open e destacou a dificuldade de enfrentá-lo.

“Sempre é o maior desafio que se pode ter no esporte agora. Ele é o maior competidor, luta por cada bola e vem jogando seu melhor tênis da carreira no piso rápido. Ele não perdeu nenhuma partida nessa superfície e todos sabíamos nos últimos anos que esta não era seu melhor tipo de quadra”, disse Djokovic que seguiu elogiando o espanhol o qual enfrentará pela terceira final do US Open, 37ª vez no circuito.

“Ele passou por lesões, ficou sete meses fora, mas voltou bem, só perdeu três jogos no ano e parece estar bem fisicamente. Sem dúvida que ele é o melhor jogador do momento e está confiante.” br>
Apesar dos elogios, Djoko mostrou confiança principalmente sobre a superfície pelo qual já bateu o rival em onze dos 17 jogos: “Sei como enfrentá-lo. O piso duro é o que me dou melhor e já o enfrentei em duas finais aqui, sei o que preciso fazer. Sentado aqui é fácil dizer, mas preciso fazer isso na quadra. Tenho dois dias e estarei preparado para buscar esse troféu”.

Manutenção do Nº 1 - Com a vaga na final, Djokovic garantiu pelo menos até outubro a menutenção do primeiro lugar do ranking e vai ao menos igualar Rafael Nadal com 102 semanas no topo. O sérvio vibrou com o feito, mas colocou o pé atrás sabendo que o espanhol não defende pontos até o fim da temporada.

“É importante o número 1, terminei dois anos no topo e sei o quanto que é preciso de consistência por 10, 11 meses da temporada para permanecer nesse posto. Rafa está em melhor posição para terminar no topo, mas sigo lutando. Não é a primeira vez que terei isso pela frente”.
banner
banner