X

Djokovic vira batalha de 4h na raça e atinge a final do US Open

Sábado, 07 de setembro 2013 às 17:42:39 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Novak Djokovic, número 1 do mundo, começou mal, largou atrás, viu o rival ficar duas vezes a frente no marcador, mas conseguiu, com muita raça, virar o marcador em batalha de cinco sets para garantir vaga na decisão do US Open, quarto e último Grand Slam do ano.

Leia Mais:
Djokovic garante o Nº 1 até outubro

O sérvio superou o suíço Stanislas Wawrinka, décimo colocado, por 3 sets a 2 com parciais de 2/6 7/6 (7/4) 3/6 6/3 6/4 após 4h09min de duração.

O tenista de Belgrado atinge sua quarta decisão consecutiva em Nova York, a quinta da carreira, e tentar repetir o feito de 2011 quando se sagrou campeão. Ele tentará seu sétimo Major nesta que será sua 12ª decisão.

Seu rival sairá do jogo entre Rafael Nadal, segundo do mundo, que bateu Richard Gasquet, nono colocado, por 6/4 7/6 (7/1) 6/2. Será o 37º jogo entre os dois. Nadal venceu 21, mas perde no piso duro por 11 a 6. No ano, Nadal lidera por 2 a 1.

Apesar da derrota, Stanislas comemora sua melhor campanha de Slams alcançando a primeira semifinal.

Este foi o 15º jogo entre os dois, a 13ª vitória de Nole e a segunda em batalha de cinco sets. No Australian Open deste ano o sérvio havia ganho por 12/10 na parcial final.

O jogo

A vitória de Djokovic no físico e experiência diante de um rival que foi superior no primeiro, terceiro e teev chance de fazer 2 sets a 0.

Djokovic errou 14 bolas na primeira etapa e fez apenas seis winners. Sua apatia contrastou com o potente e eficiente jogo de fundo do rival que o quebrou duas vezes, fez 4/1. Nole devolveu uma das quebras, mas Stan tornou a romper para fechar por 6/2 em 34 minutos.

Djokovic buscou mis agressividade no segundo, produziu chances no início, mas Stan seguiu jogando firme até quebrar e ter 4/3. Nole então quebrou de volta e o jogo ficou parelho e emocionante com os dois confirmando games duros. No tie-break, uma dupla-falta de Wawrinka deu a vantagem ao sérvio que com passada fechou por 7/6 (7/4) após 1h08min.

Djokovic conseguiu uma quebra cedo no quarto set e viu Wawrinka sair de quadra com atendimento na coxa. O jogo seguiu com games duros e o suíço com problemas no saque até Nole fechar por 6/3 em 44 minutos.

No último set o terceiro game durou mais de 20 minutos com Wawrinka salvando breaks e confirmando. O cansaço pesou e Wawrinka perdeu o saque no quinto game. Nole abriu vantagem e foi confirmando com firmeza até fechar e vibrar de forma discreta pela exaustão.
banner
banner