X

Nadal: 'Eu e Federer deveríamos fazer uma final no US Open'

Terça, 03 de setembro 2013 às 10:37:10 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
E o US Open ficará mais um ano carente do clássico Roger Federer x Rafael Nadal. O suíço não fez sua parte, perdeu para Tommy Robredo e o espanhol número dois do mundo avançou. Em coletiva de imprensa, Nadal lamentou nunca ter enfrentado o suíço em Nova York.

Leia Mais:
Nadal vira sobre alemão e vai às 4ªs
Os 14 breaks e os 56 games de saque. Tudo passa pela confiança
Desafio Aberto dos EUA - Participe e lute por uma mochila Wilson!

"Sempre quando a gente está nas mudanças de lado aparece os placares de outros jogos e você dá uma olhada. No meu jogo estava acomapnhando o Ferrer e o Roger. Mas você só olha e foca no seu jogo," disseRafa após bater o alemão Philipp Kohlschreiber.

"Por dois anos estivemos a um ponto de nos enfrentar e dessa vez a um jogo. Mas é sempre a mesma coisa. Vocês (imprensa) sempre colocam o confronto antes do início da chave, na primeira rodada já falam das quartas. E nós precisamos ganhar quatro jogos. Eu sempre penso na primeira rodada e depois por diante. Isso não é fácil pra ninguém ainda mais nas condições de hoje", continuou Nadal revelando que o Grand Slam americano merece uma final entre ele e Roger.

"Para ser honesto seria ótimo que jogassemos uma final aqui pois sentia que a nossa rivalidade de anos vinha nos melhores cenários e estádios pelo mundo. Jogamos em todas as outras finais de Slams então aqui no US Open merecia também na maior quadra do mundo, mas não aconteceu. Vamos ver, espero que aconteça. É verdade que nós estamos ficando velhos então as chances são menores hoje do que há cinco anos", continuou Rafa relembrando que ambos jogaram três finais de Wimbledon, uma do Australian Open e quatro de Roland Garros. Ao todo são 31 partidas do clássico.

Sobre a vitória por 6/7 (7/4) 6/4 6/3 6/1 diante do alemão na noite de ontem, o espanhol comentou: "Não senti que tinha o controle dos pontos da linha de base no primeiro set. Não tive problemas com meu saque, só precisava ser mais agressivo no fundo com meu forehand e não conseguia isso. Tive uma grande chance no 0/40 no 6/5, deveria ter ganho o set ali, mas eu acho que poderia ter feito mais na devolução no primeiro set".

"As condições eram duras, muita umidade, muito desconfortável, quando perdi o primeiro set me senti em perigo pois fisicamente você pode se sentir abaixo nesse tipo de dia e nessa situação se você comete um erro pode perder outro set e aí fica um jogo louco. Depois de aproveitar uma chance no segundo set passei a jogar um pouco melhor entrando mais na quadra".

Dos 56 games de serviço nos quatro jogos até aqui, Nadal converteu todos e está contente com o desempenho do golpe: "Meu saque está funcionando de forma incrível. Não perdi ele tambem porque estou jogando muito bem da linha de base e tive a sorte do Philipp cometer um grande erro hoje no terceiro set".

Seu rival de quartas será o compatriota Tommy Robredo, o qual espera que pare a boa forma: "É incrível o que o Tommy vem fazendo após quando um ano sem jogar tênis. Uma cirurgia, ele não é mais jovem. Voltar ao nível que ele está, você sente a paixão e o amor ao esporte. É sempre um exemplo pro resto dos jogadores e crianças. Espero que ele pare por aqui (risos). Mas estou feliz por ele".
banner
banner