X

Especial Wimbledon - Conheça a história do torneio!

Sábado, 22 de junho 2013 às 13:52:59 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Mais tradicional torneio de tênis do mundo, Wimbledon começa na próxima segunda e mais um capítulo será escrito. Por isso, fizemos esse especial para mostrar como foi o começo de tudo, quais são as tradições e, acredite, as inovações do 3º Grand Slam da temporada.

Wimbledon é o mais antigo torneio de tênis do mundo e começou a ser disputado em 1877, apenas com a chave de simples masculina. A chave de simples feminina e a chave de duplas masculina começaram a ser disputadas em 1884. As duplas femininas e duplas mistas foram introduzidas em 1913.

Desde a primeira edição no All England Club, a competição se caracterizava em seus primórdios pelo sistema Challenge Round. O atual campeão já entrava classificado para a final do ano seguinte. Os outros tenistas se enfrentavam em várias fases para saber quem tinha direito a enfrentar o atual detentor do troféu. O sistema, que permitia vários títulos consecutivos para o mesmo jogador, foi disputado até 1922.

Na primeira edição do torneio, o campeão foi Spencer Gore, que levou a melhor contra 21 tenistas. A primeira mulher campeã foi Maud Watson. Os maiores vencedores de simples masculino são William Renshaw, Pete Sampras e Roger Federer, todos com 7 títulos no total. Entre as mulheres, a maior vencedora é Martina Navratilova, com 9 troféus.

Além dos campeões, Wimbledon será para sempre lembrado pelo jogo mais longo da história do tênis. Em 2010, John Isner e Nicolas Mahut protagonizaram uma batalha com duração de 11h05min. A partida terminou com vitória de Isner por 3 sets a 2, com parciais de 6/4 3/6 6/7 (7) 7/6 (3) e 70/68. O jogo durou dois dias e foi interrompido quando estava 57/57 na última parcial. Curiosamente, os dois tenistas se enfrentaram na primeira rodada do ano seguinte, mas, desta vez, o americano levou a melhor em três sets.

A principal característica de Wimbledon é manter diversas tradições, a começar pelas quadras de grama. Além disso, todos os tenistas jogam de branco, sendo permitidos apenas alguns detalhes em outras cores, e todos as partidas da chave de duplas masculina são disputados em melhor de cinco sets.

Outra tradição de Wimbledon é o critério para a escolha dos cabeças de chave. Os organizadores não seguem o ranking mundial, mas usam a pontuação dos tenistas associada aos desempenho em quadras de grama nos dois anos anteriores.

Os patrocinadores de Wimbledon provêm alguma necessidade para os organizadores. O parceiro mais conhecido é a marca de equipamentos esportivos Slazenger, fornecedora das bolas. A Slazenger é a única logo que aparece no fundo das quadras e patrocina o evento desde 1902. Este é o contrato de patrocínio mais longo do esporte mundial.

Mais duas tradições interessantes de Wimbledon são os direitos de transmissão, que pertencem à BBC desde 1937. Além disso, o troféu é o mesmo desde 1887 e não há mais espaço para grafar o nome de novos campeões. Quem leva a taça não fica com sua posse definitiva, mas recebe réplica um pouco menor do que a versão original.

Diante de tantas tradições, há ainda espaço para algumas inovações, algumas delas relativamente recentes. Em 2002, houve pequenas alterações na quadra de grama, de forma a torná-la um pouco mais lenta, para permitir maior quantidade de trocas de bola. Em 2007, o desafio eletrônico foi introduzido, com o intuito de ajudar os árbitros nas marcações de bola. O teto retrátil foi construído em 2009 para diminuir atrasos provocados pelas chuvas.

Como se vê, inovações acontecem até mesmo em Wimbledon, o templo das tradições no tênis. E que, a partir de segunda-feira, a tradição de grandes jogos seja mantida no terceiro Grand Slam da temporada.
banner
banner