X

Nadal joga favoritismo para Ferrer: 'Não aposto em mim pra nada'

Sábado, 02 de março 2013 às 07:35:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Após o triunfo por 7/5 6/4 diante de Nicolas Almagro, 12º colocado, o mais importante desde sua volta da lesão no joelho esquerdo, Rafael Nadal comemorou a exibição, mas jogou o favoritismo da final para o colo de David Ferrer. Nadal nunca apostaria nele para nada.

Leia Mais:
Nadal vence teste contra Almagro e desafia Ferrer na final de Acapulco
Ferrer: 'Nadal é o maior de todos no saibro'

"Não, não estou em condições de apostar em mim em nenhum caso, ainda mais quando se enfrenta um tenista como o David Ferrer, é um dos rivais mais em forma do circuito e está jogando muito bem," sentenciou o número cinco do ranking considerado o Rei do Saibro por seus sete títulos de Roland Garros e 37 canecos em 42 finais no piso.

"Estar na final é um triunfo pra mim, estou muito feliz, é um passo adiante, me sinto jogando bem. Ferrer está fisicamente melhor do que eu. Ganhar ou perder, o que vier já será positivo, estar na final é uma vitória, será um treino fantástico , mas vou lutar para tentar ganhar, desfrutar".

Perguntado qual a chave para o triunfo diante do atual quarto colocado e tricampeão do evento em Acapulco, no México, Rafa declarou: "São todas. Tenho que fazer uma partida quase perfeita, ser muito agressivo do que venho fazendo habitualmente, fazer o que fiz em Roland Garros , jogar bem longo com o revés e a máxima decisão quando a bola vier pro meu forehand. Não acredito que estou preparado para repetir aquele nível, mas me sinto preparado para lutar com a máxima força que tenho".

Sobre o triunfo na semi contra Almagro, Nadal comemorou sua atitude: "Estive um pouco nervoso no início pra jogar uma partida desse nível , um pouco ansioso, Nico tem grandes golpes, pega muito forte. Nós jogamos agressivos, com erros e acertos, respondi bem com o serviço, que me ajudou, competi bem, o que é mais importante, e por isso venci."

Segundo ele o joelho está melhorando e o deixando competir em condições: "Hoje me movi bem, me mexi bem, não posso dizer que não tenho dores, elas estão aí, mas não me limitaram e isso é o mais importante".

Em Acapulco, o tenista se encontra com Francisco Roig, técnico que o acompanha mais nos eventos na América do Norte e divide as tarefas com Toni Nadal. Rafa destacou que não há diferença nos conselhos dos dois, principalmente contra Ferrer:

"Meus técnicos só vão dizer para ser agressivo contra o Ferrer, não há segredo, nada novo que possam dizer, vão dizer pra eu desfrutar pois finalmente estou deixando as más sensações que ficaram pra trás dos últimos meses".
banner
banner