X

Roddick anula Ferrero e conquista 2º título em Cincinnati

Domingo, 20 de agosto 2006 às 15:26:00 AMT

Link Curto:

Roddick - Trofeu Cincy
Quando o torneio começou, a maioria não esperava que a final seria composta de dois tenistas que buscam voltar a brilhar no circuito. Muito menos que Andy Roddick, vindo de uma contusão nas costas, há mais de duas semanas sem jogar e com resultados apenas razoáveis no ano, fosse conquistar o troféu. E foi o que aconteceu. O tenista da casa, número 12 do mundo, fez a alegria da torcida e conquistou seu segundo título no Masters Series de Cincinnati (o primeiro foi em 2003) ao bater o espanhol Juan Carlos Ferrero, 31º, por 6/3 6/4 na decisão em 1h10min.

Confira Entrevista Exclusiva com tenista antes de Wimbledon

Este foi apenas o primeiro título do tenista do Texas em toda temporada que começou com boas expectativas na terceira posição do ranking mundial. Seus melhores resultados haviam sido uma semi em Queen´s e o vice-campeonato no ATP de Indianápolis.

Roddick, que completa 24 anos no próximo dia 30, alcança seu 21º troféu da carreira, quarto de Masters Series e melhor, consegue somar pontos nessa semana em que defendia a final do ano passado — perdeu a decisão de 2005 para Roger Federer.

Sua campanha no torneio começou bastante desanimadora. Com muitas dificuldades e em três tie-breaks ele bateu o inexpressivo italiano Daniele Bracciali. Mas, o americano foi melhorando partida a partida e não perdeu mais sets na competição. A segunda vítima foi o belga Kristof Vliegen, na sequência, os derrotados foram o argentino Juan Ignacio Chela e o algoz de Roger Federer, o birtânico Andy Murray. Com atuações de primeira linha, as quais o coroaram como número 1 e campeão do US Open 2003, Roddick bateu Fernando Gonzalez na semi e o "mosquito" na final.

Para Ferrero o vice-campeonato foi seu melhor resultado no ano. Ele havia atingido apenas a semi em Buenos Aires no mês de fevereiro. Agora seu ranking saltará bastante e o tenista voltará ao Top 20.

O jogo

O primeiro set foi o que já era esperado, o duelo do potente saque de Andy Roddick cotnra os bons golpes de base de Juan Carlos Ferrero. Somente no primeiro game, o americano cravou 4 aces e mostrou a que veio. No segundo game ele conseguiu segurar o espanhol no fundo de quadra e pressioná-lo para começar com uma quebra, assim como fez na partida semifinal diante do chileno Fernando Gonzalez. Com 2/0, Roddick não conseguiu aumentar sua vantagem e levou uma quebra logo após cometer um foot-fault (falta dos pés, pisar na linha antes de executar o serviço) e em seguida uma dupla-falta. Todavia no game seguinte, o americano tornou a quebrar para abrir 3/1. Ele sustentou o serviço até o fim do set. Chegou a ter 15/30 no nono e último game, mas se salvou com dois aces, totalizando 10 na parcial.

Na segunda parcial o tenista da casa embalou de vez e saiu com uma quebra de frente. Com 2/0 no placar ele se motivou mais ainda e viu um adversário abatido em quadra tentar de tudo, mas cometer erros não-forçados. Roddick se aproveitou e novamente quebrou ficando com uma vantagem de 3/0. Andy sustentou a vantagem até o 5/1, quando sacando para fechar com bolas novas deu um susto na torcida, foi quebrado 5/3, mas com dois aces sacramentou a conquista e beijou o solo com 6/4. Ao todo nos números foram 17 aces do americano e 73% de aproveitamento de primeiro serviço.
banner
banner