X
banner

Santoro brinca: 'Não ganhamos na França por causa do Guga'

Sábado, 22 de dezembro 2012 às 13:38:42 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Fabrizio Gallas - Fabrice Santoro foi 17 do mundo em simples com seis títulos, sexto nas duplas com 24 canecos conquistando Grand Slams. O Mago das quadras brincou ao ser perguntado o motivo pelo qual a França não ganha Roland Garros desde 1983 com Yannick Noah.

"Porque um brasileiro ganhou três vezes, o Guga" , sentenciou o bem-humorado Santoro - Guga venceu em Paris em 1997, 2000 e 2001. O francês parou de jogar como profissional em 2010 quebrar o recorde sendo o primeiro a jogar Grand Slams por quatro décadas seguidas (anos 80, 90, 2000 e 2010): "Não sei o que acontece, temos bons jogadores, uns três no top 20, é uma pena, adoramos Roland Garros, mas temos uma boa geração agora com Nadal, Djokovic, Federer, é difícil batê-los", resumiu.

Vice-campeão esta semana no circuito de veteranos, o ATP Champions, no Rio de Janeiro - perdendo a final para Thomas Enqvist, Santoro comentou sobre a situação atual de Gael Monfils. O ex-top 10 francês sofre com lesões principalmente no joelho e vem sendo criticado por vários ex-tenistas do país, incluindo Henri Leconte: "Monfils está com lesões pelo corpo todo. Ele precisa reagir agora nesses primeiros meses, se ele não conseguir essa reação neste início de ano, ficará bem difícil para ele".

Santoro ostentou um jeito peculiar de atuar, batendo com duas mãos tanto na direita quanto na esquerda, o que proporcionava um jogo diferente com muitos slices, deixadas e variações. Acabou, por isso, sendo apelidado por Pete Sampras, dono de 14 Grand Slams, de "O Mago": "É um prazer pra mim pois veio de uma lenda do tênis, ficou muito orgulhoso, quando ia e ainda vou pra quadra só quero curtir bastante pois tênis é o que eu faço desde os seis anos".

Sua opinião para o tênis masculino em 2013 é firme. Ele escolhe Novak Djokovic para terminar o ano no topo, mas faz uma ressalva: "Em 12 meses, acredito que Djokovic é o que tem mais chances de ser o número 1, mas algo muito importante é ver como o Nadal estará jogando nessa temporada".
banner
banner