X
banner

Maio/Junho – O mico azul em Madri. Sete vezes Nadal

Sexta, 21 de dezembro 2012 às 08:40:51 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Ariane Ferreira - O que melhor aconteceu nos meses de maio e junho de 2012 pode ser resumido nas conquistas do espanhol Rafael Nadal, soberano no saibro, e no brilho da russa Maria Sharapova, que venceu o único Slam que lhe faltava e no mico do saibro azul de Madri.

O Rei do saibro foi soberano em mais uma temporada e faturou quase tudo que disputou no saibro europeu. A exceção foi o ‘mico azul de Madri’, o saibro de coloração azul mais parecia ‘sabão em pó’ como muitos fãs apelidaram, e fez escorregar os especialistas na superfície. O resultado foi uma final entre Roger Federer e Tomas Berdych, na qual o suíço levou a melhor. A superfície, criticada por Nadal, Djokovic, entre outros, foi reprovada para ser utilizada em 2013 pela ATP.

Nadal, que era crítico ao saibro azul desde antes de sua implantação, levou o Masters de Roma derrubando Djokovic em final adiada pela chuva e ainda venceu Roland Garros pela sétima vez na carreira superando Bjorn Borg, hexacampeão do slam parisiense batendo Djokovic em longo jogo de dois dias também adiado pelo mau tempo.

Já em junho o destaque ficou para a bela campanha do alemão Tommy Haas, que jogou em casa na grama de Halle e bateu Federer na final. Na mesma semana, o argentino David Nalbandian perdeu a cabeça e feriu um juiz de linha após chutar uma estrutura de publicidade em Queens, entregando o título ao croata Marin Cilic após ser desqualificado. Na semana seguinte Ferrer foi imbatível na grama holandesa e provou que seu ano seria dos melhores e Andy Roddick faturou seu penúltimo título como profissional.

No feminino o destaque foi para Maria Sharapova que venceu em Roma e embalou para finalmente vencer em Roland Garros, o único slam que lhe faltava. Serena Williams foi soberana no saibro azul de Madri e a dupla italiana formada por Sara Errani e Roberta Vinci dominou as disputas.

O período não foi dos melhores para os brasileiros, apesar de saibro ser seu piso favorito, Thomaz Bellucci não conseguiu uma boa campanha e acabou inclusive disputando um challenger em julho.

Masculino:

Madri: Roger Federer (SUI)
Roma: Rafael Nadal (ESP)
Copa do Mundo: Sérvia
Nice: Nicolas Almagro (ESP)
Roland Garros: Rafael Nadal (ESP)
Halle: Tommy Haas (ALE)
Queen´s, Londres: Marin Cilic (CRO)
Hertogenbosch: David Ferrer (ESP)
Eastbourne: Andy Roddick (EUA)

Feminino

Madri: Serena Williams (EUA)
Roma: Maria Sharapova (RUS)
Bruxelas: Agnieszka Radwanska (POL)
Estrasburgo: Francesca Schiavone (ITA)
Roland Garros: Maria Sharapova (RUS)
Birmingham: Melanie Oudin (EUA)
Hertogenbosch: Nadia Petrova (RUS)
Eastbourne: Tamira Paszek (AUT)
banner
banner