X

Bellucci decepciona e leva virada de argentino na estreia do CH. Finals

Quarta, 28 de novembro 2012 às 00:59:47 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Ariane Ferreira - O número um do Brasil e 33 do mundo Thomaz Bellucci estreou com derrota de virada diante do argentino Guido Pella, 124 da ATP. A partida, que fechou o primeiro dia de disputas do Challenger Finals, contou com o melhor público do dia.

Pella divide a liderança do grupo com o romeno Adrian Ungur, seu adversário nesta quarta-feira. O Challenger Finals é um torneio disputado em quadra rápida coberta e distribui US$ 220 mil em premiações.

O jogo começou com atraso, já que a partida entre o romeno Adrian Ungur e o espanhol Ruben Ramirez-Hidalgo acabou se estendendo. Caso um dos tenistas vencesse por dos sets a zero assumiria a liderança isolada do Grupo Verde.

Em 2h53 de partida, o argentino fez 4/6 7/6(5) e 7/5. Foram seis aces a quatro de Pella, 9 duplas-faltas de Bellucci contra 4 do rival. O brasileiro venceu 64% de pontos jogados em primeiro serviço contra 72% do argentino.

Em todo o jogo foram três quebras para o número um do Brasil em 13 oportunidades e os mesmos três breaks para Pella em 13 chances.

Apesar do avançar do horário, parte do público apoiou o brasileiro até 0h50 da madruga desta quarta-feira. Já no décimo segundo game do terceiro set um torcedor gritou: "Vamos gente, eu quero dormir", e foi atendido, pois o jogo foi finalizado no ponto seguinte.

O Jogo
Na primeira etapa, Bellucci começou sacando firme e confirmando rapidamente seus games. Pella, por sua vez, encontrou dificuldades para fechar seus games e cometeu muitos erros não forçados até o oitavo game, onde teve seu saque quebrado. Daí em diante o brasileiro administrou o placar.

O número um do Brasil iniciou bem a segunda etapa, sem muito trabalho quebrou o saque de Pella, que na sequência devolveu o break e passou a dar trabalho ao brasileiro. Bellucci teve muita dificuldades para vencer seus games de serviço, enquanto o argentino passou a sacar melhor e a jogar mais com primeiro saque. Thomaz resistiu as investidas de Guido e levou o jogo ao tiebreak, onde Pella conseguiu duas miniquebras a uma e levou a partida à terceira etapa.

No terceiro set Bellucci iniciou determinado a fechar o jogo. Com jogadas agressivas e rápidas, abriu 3/0, mas viu Pella reagir e igualar o placar em 4/4. O nono game foi o mais longo da partida, com mais de vinte minutos de duração e seis igualdades. Pella venceu o game seguinte em menos de dois minutos, o que levantou seu moral para conquistar a quebra crucial após Bellucci salvar quatro break points e sacar para o jogo.

Foto: Gaspar Nóbrega Inovafoto
banner
banner