X

Hewitt descarta aposentadoria e diz: 'Tomic tem que treinar mais'

Segunda, 19 de novembro 2012 às 09:46:15 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
O australiano ex-líder do ranking mundial, Lleyton Hewitt, afirmou que seu compatriota Bernard Tomic teve um "ano médio dentro e fora das quadras", mas acredita que a experiência trará mudanças para o jovem, que rendeu pouco no circuito e arrumou muita confusão fora de quadra.

“Ele tem que voltar pra trás um pouco e melhorar pontos específicos do seu jogo para se tornar um jogador melhor", disse Hewitt à imprensa australiana. "Mas não me surpreendo se ele não pular até o top 10 este ano, porque às vezes o segundo ano é mais difícil que o primeiro".

Aos 31 anos, o ex-líder do ranking afirmou ter conhecido melhor a promessa do tênis local e seu companheiro no time da Copa Davis. Hewitt acredita que pode ajudar Tomic com sua experiência. "Ele só tem que treinar mais", aconselha.

O veterano afirmou recentemente que em 2013 jogará livre de dores, que sente em virtude das muitas lesões que sofreu ao longo da carreira. Perguntado se aposentará após o Australian Open 2013, Hewitt foi direto: "Seriamente, duvido disto. Eu diria que estaria de volta".

“Bem, estou jogando tudo no próximo ano, e eu não me vejo parando em Paris (último Masters do ano) quando há o Aberto da Austrália um mês depois. Obviamente, há uma lesão maior...mas no momento certo, este será meu último", explicou reafirmando a decisão de retirada em casa.
banner
banner