X

Berdych e Stepanek deixam Rep. Tcheca perto do título da Copa Davis

Sábado, 17 de novembro 2012 às 15:09:56 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Na partida de desempate da grande final da 100ª Copa Davis, o time da casa levou vantagem ao superar a dupla espanhola de virada e coloca a Repúbica Tcheca a um ponto de acabar com um jejum de 32 anos e reconquistar a competição. Em 1980, o país ainda se chamava Tchecoslováquia.

Em 3h21 de partida, a parceria de Tomas Berdych e Radek Stepanek superou Marc López e Marcel Granollers por 3/6, 7/5, 7/5 e 6/3. Foram quatro aces dos espanhois, todos de Granollers, contra um dos tchecos, convertido por Stepanek, e duas duplas-faltas dos espanhois, ambas de Marcel, e quatro para os tchecos, duas para cada tenista.

Os tchecos levaram à quadra o restrospecto de 11 vitórias e uma derrota da parceira na história do torneio, este único tropeço diante dos espanhois Feliciano López e Fernando Verdasco na final em 2009. Além disso, Berdych levava o cansaço de 4h de partida diante de Nicolas Almagro, menos de 24h antes.

Ao fim da partida, Stepanek confirmou o que foi visto em quadra, quando assumiu a postura de liderança dos pontos e com sua experiência praticamente carregou a equipe da casa para a vitória. "Acreditamos no nosso potencial, finalmente provamos isso",assim Stepanek resumiu a vitória.

Berdych confirmou a mudança de estratégia da dupla entre o primeiro e segundo set, ao perceberem que induzir López ao erro seria mais difícil, os tchecos apostaram na variação e em forçar as jogadas para Granollers, que caiu de rendimento e cedeu pontos cruciais para a parceria tcheca.

Neste domingo, o duelo entre os números um dos países, David Ferrer da Espanha e Tomas Berdych da República Tcheca pode definir o campeão.

Berdych vai à quadra com retrospecto de 16 vitórias e uma derrota no torneio. Em 2012 são 10 triunfos e nenhum tropeço. Já Ferrer leva para quadra 22 triunfos e quatro derrotas, duas delas em piso rápido em sua história no torneio. O espanhol está desde a final em 2008 sem perder. Na oportunidade ele foi derrotado na pirmeira partida da final diante da Argentina por David Nalbandian.
banner
banner