X

Djokovic vira contra Del Potro e disputa a decisão do ATP Finals

Domingo, 11 de novembro 2012 às 14:45:41 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Novak Djokovic mostrou porque é o número 1. Saiu de situação complicada virando embate contra o argentino Juan Martin Del Potro, sétimo colocado, parase garantir na decisão do ATP World Finals, torneio que reúne os oito melhores da temporada na O2 Arena de Londres.

O sérvio de elgrado superou o tenista de Tandil por 2 sets a 1 com parciais de 4/6 6/3 6/2 após 2h12min de duração e enfrentará nesta segunda-feira Roger Federer, segundo colocado, que bateu Andy Murray, terceiro, por 7/6 6/2 na busca por seu segundo título na competição que encerra a temporada da ATP.

Campeão em 2008, Nole disputa sua segunda final no torneio e buscará o 34º troféu da carreira em sua 54ª decisão. Ele busca o sexto troféu da temporada na 11ª decisão. Federer tenta o sétimo título no Finals em sua oitava decisão. Será o 29º jogo entre os dois. Federer venceu 16 contra 12 do sérvio. Este ano foram quatro partidas entre os dois com duas vitórias para cada lado. Roger levou a melhor nas duas últimas em Wimbledon e Cincinnati (EUA).

O argentino fecha o ano na sétima posição do ranking e toma sua primeira virada em nove jogos contra Djokovic. Ele só venceu dois embates.

O jogo

Del Potro fez um super primeiro set. Jogou consistente e com agressividade. Disparou 14 winners contra nove erros. O argentino salvou dois breaks com bom saque e bola fantástica no segundo game. Djokovic salvou um no sétimo game, mas no nono não resistiu, cometeu erro e Delpo cravou um winner para fechar por 6/4 após 47 minutos. Ele venceu 12 dos últimos 13 pontos do set.

Djokovic começou descalibrado, com dupla-falta, erro bobo e Delpo abriu uma quebra com 2/1. Mas Nole ficou na partida, devolveu a quebra em game longo, fez 3/2 e passou a jogar mais firme, com bolas fundas. Delpo passou a se equivocar mais e Nole quebrou novamente até fechar por 6/3 em 52 minutos. Foram 16 erros do sul-americano contra nove do sérvio.

No set final Djokovic sobrou em confiança e físico. Delpo mostrou cansaço e lhe faltou paciência para agregar sua agressividade com consistência. Cometeu muitos errous, deu a primeira quebra no terceiro game ao sérvio e a segunda no sétimo. Com dois aces e dois bons outros serviços Nole fechou por 6/2.
banner
banner