X

Bruno Rosa joga em Florianópolis

Domingo, 13 de agosto 2006 às 11:26:45 AMT

Link Curto:

Bruno Rosa II
A chave principal do 1º Instituto Tênis Future começa amanhã (14), nas quadras da Federação Catarinense de Tênis, em Florianópolis. O evento abre o calendário dos torneios internacionais da série Future que acontecerão em Santa Catarina neste mês de agosto.

Para a chave principal está confirmada a participação do tenista de Florianópolis, Bruno Rosa, atualmente o 14º do ranking brasileiro profissional, que foi até a segunda rodada do challenger Joinville Tennis Festival. Bruno esteve entre um dos melhores tenistas infanto-juvenis do Brasil na última década. Agora, com 20 anos, o atleta segue focado na carreira profissional, não só como tenista, mas como futuro acadêmico. É que ele está com viagem marcada para os Estados Unidos, onde irá estudar Administração e Finanças e jogar tênis universitário. "Não joguei muitos torneios esse ano, estava treinando pouco e estudando para as provas de admissão na universidade, que deve reunir tanto um lado acadêmico quanto uma estrutura esportiva muito boa. Meu melhor resultado no tênis este ano foi no Challenger de Joinville, mas para mim é como se o meu ano começasse agora. Estou focado na ATP e nesse semestre participarei da maioria dos 16 Futures que acontecerão no Brasil", disse o tenista que é atualmente o número 500 do ranking da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP).

Bruno está bem diferente do atleta infanto-juvenil que era tido como promessa do tênis catarinense e por isso sofria pressões de todos os lados. "Eu me pressionava, queria dar o máximo de mim, ultrapassava os limites. Cansei de não conseguir dormir. Percebi que esse não era o caminho. Hoje me sinto muito mais seguro, me dou um pouco mais de liberdade e meu jogo fica mais solto. Mas é claro que não consigo jogar tênis por jogar. Minha personalidade é essa, de chegar na quadra e dar o meu máximo". Jogando em casa nos dois primeiros Futures de agosto, ele se sente à vontade por estar ao lado dos amigos e da família. "Sempre tive a sorte de ter pessoas ao meu lado que me ajudaram muito, como o Rafa e o Guga Kuerten. Não posso reclamar com relação a patrocínios nem a estrutura. Mas vejo que o tênis no país sofre de falta de estrutura. Tive o azar de jogar meu infanto-juvenil num período em que a confederação ajudou zero no desenvolvimento dos tenistas, mas hoje vejo muita esperança e acredito na gestão atual da CBT e na forma como eles vem trabalhando. Torço muito por essa equipe", finalizou Bruno, cujo treinador é atualmente o ex-tenista Rafael Westrupp.

O cabeça número um do torneio é o gaúcho Franco Ferreiro, de 22 anos, 12º melhor tenista profissinal do país, que ocupa a 449ª posição no ranking da ATP. Também confirmaram participação os tenistas Marcelo Melo (13º do ranking brasileiro profissional), Caio Zampieri (17º do ranking brasileiro profissional) e o atleta do Instituto Tênis Alexandre Bonatto (20º do ranking brasileiro profissional).

Os três futures que acontecem em Santa Catarina no mês de agosto oferecem premiação de até US$ 10.000 e tem patrocínio do Instituto Tênis, uma instituição sem fins lucrativos que concede bolsas de esporte a atletas de talento com o objetivo de formar tenistas profissionais brasileiros para estarem entre os melhores do mundo.

Fonte: Imprensa FCT
banner
banner