X

Boa campanha nas duplas faz Melo sonhar com vaga no time da Davis

Quarta, 09 de agosto 2006 às 15:57:36 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
A dupla formada pelos mineiros André Sá, 29 anos, e Marcelo Melo, 22, alcançou nesta quarta-feira uma marca pouco freqüente para os brasileiros. Os dois chegaram à décima vitória consecutiva ao derrotarem o argentino Lionel Noviski e o uruguaio Martin Vilarrubi por 2 sets a 1, parciais de 6/3, 3/6 e 10/8, alcançando as semifinais da chave de duplas do Joinville Tênis Festival, torneio challenger que está sendo realizado nas quadras do Joinville Tênis Clube, com premiação de US$ 50 mil e pontuação de US$ 75 mil no ranking mundial.

A parceria foi formada para a disputa do challenger de Campos do Jordão, onde os mineiros chegaram ao título ao passar por Jacob Adaktusson, da Suécia, e Leonardo Mayer, da Argentina. O resultado repetiu-se no BH Open, com a vitória sobre Jean-Julien Rojer, das Antilhas Holandesas, e o brasileiro Márcio Torres. Agora, em Joinville, Sá e Melo continuam dando mostras de perfeito entrosamento. "Estamos nos entendendo dentro e fora de quadra. O Melo está sacando muito bem e eu devolvo bem, então um completa o outro", avalia Sá, que já foi o 46º melhor duplista do mundo em 2004.

Com 2,02 m de altura, Marcelo Melo está entusiasmado com a campanha e não esconde que seu sonho é ser convocado para a Davis. "Acho que é o sonho de todo mundo. Quem sabe com esta campanha não seja possível descolar uma convocação? Espero que a gente continue vencendo", aguarda Melo. Para André Sá, que em seu currículo conta com várias convocações para a equipe brasileira da Davis, jogar duplas sempre lhe trouxe bons resultados. "A dupla me ajuda bastante para a simples, principalmente no saque e voleio, que é mais o meu estilo. Quanto à Davis, acho sim que o Marcelo tem boas chances no futuro. A Davis é algo diferente, tem muita pressão, todo mundo precisa estar muito bem preparado", afirma Sá.

Os próximos adversários da dupla mineira serão Lucas Engel, do Rio Grande do Sul, e Jorge Aguilar, do Chile, que também na quarta-feira chegaram às semifinais ao vencer o uruguaio Marcel Felder e o gaúcho Franco Ferreiro por 6/2 e 6/4.

Fonte: Assessoria de Imprensa De Zotti
banner
banner