X

Feijão confiante para sua estreia na Copa Davis

Quinta, 05 de abril 2012 às 16:14:09 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Confiante e animado para jogar pela primeira vez como titular do Brasil na Copa Davis, o paulista João Souza, o Feijão, vai abrir o confronto com a Colômbia em duelo com Santiago Giraldo pelo Zonal Americano I nesta sexta-feira, às 16h, no Harmonia Tênis Clube, em Rio Preto.

O sorteio do confronto foi realizado no início da tarde desta quinta-feira no Harmonia Tênis Clube e definiu a ordem dos jogos com o número 2 do Brasil, João Souza, contra o número 1 da Colômbia, Santiago Giraldo, às 16h. Na sequência, o número 1 do Brasil, Thomaz Bellucci encara o número 2 colombiano Alejandro Falla.

Feijão apresentou uma forte preparação física durante a semana de treinamentos em São José do Rio Preto e também trabalhou a parte mental para assimilar a oportunidade de jogar defendendo o Brasil. Caçula da equipe brasileira, ele não vê nenhum problema em abrir o confronto.

"A gente treinou a semana inteira durante a tarde e a noite, já estamos adaptados ao clima. Venho trabalhando em cima da Copa Davis há um bom tempo. Como o confronto é no Brasil, eu consegui trazer o meu psicólogo para me ajudar na preparação. Acho que não vai ser nenhum bicho de sete cabeças abrir o confronto”, afirmou Feijão em entrevista coletiva realizada após o sorteio.

“O saque foi uma coisa que a gente trabalhou em cima. Trabalhei um saque específico e pretendo guardar para o jogo. Espero que o saque faça diferença tanto no meu jogo como no do Thomaz”, completou o tenista número 2 do Brasil.

O capitão João Zwetsch aproveitou para convocar a torcida, que será um componente fundamental para o Brasil buscar a vitória e a nova chance de disputar os Playoffs do Grupo Mundial da Copa Davis. Ainda há ingressos à venda no setor de arquibancada e o time brasileiro espera ver a arena lotada nos três dias do confronto.

“O importante é que vamos ter a torcida a nosso favor. Gostaria que aqueles que têm ingresso venham e aqueles que ainda não têm que venham também para nos empurrar, pois os jogos serão de alto nível”, concluiu João Zwetsch.
banner
banner