X

Roddick cauteloso: 'Não estava aposentado assim como não ganhei o torneio'

Terça, 27 de março 2012 às 00:58:20 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Andy Roddick, ex-número 1 do mundo e atual 34º colocado, foi dado como aposentado no fim do ano após lesões e resultados ruins nos últimos meses, mas ressurgiu das cinzas para bater seu maior algoz, Roger Federer, pela terceira vez em 24 partidas.

"É presunçoso ouvir de pessoas que me dão como aposentado assim como vou ganhar este Masters 1000, Então vamos com calma, vamos pelo que funcionou. Não estou tão ruim como estava semanas atrás, mas também nada mudou por conta de uma partida", disse o americano.

"Noites como a de hoje são o motivo pelo o uqal eu jogo tênis. Mas em 2008 eu ganhei do Roger e logo depois perdi do Davydenko. Então não há script no esporte e isso que faz ser o melhor de entretenimento do mundo, não se sabe o que vai acontecer".

Sobre a partida Roddick afirmou que havia feito terapia na semana anterior e que havia treinado bem: "Joguei muito bem por alguns momentos. Foi crucial ter salvado os breaks naquele game. No seguinte fiz talvez o melhor game de devolução de minha história aplicando quatro winners. Joguei bem e saquei muito no fim da partida".

Roddick também comentou da mudança tática: "Foi um jogo de xadrez. Comecei atrás na devolução, algo que não estou acostumado e que surpreendeu ele. Mas ele é o Roger, conseguiu se adaptar e me colocou pressão, entrando em quadra. De repente ele fez 6/1 teve 0/40 e parecia que iria rápido, mas consegui mudar e ser agressivo".

Colaboração: Lúcia Hoffman Tennis Panorama
banner
banner