X

Federer supera Nadal e disputa o troféu em Indian Wells

Sábado, 17 de março 2012 às 23:21:39 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Roger Federer, número três do mundo, mostrou confiança e um tênis de ótima qualidade para bater seu principal rival, Rafael Nadal, segundo colocado, na noite deste sábado na fase semifinal do Masters 1000 de Indian Wells, na Califórnia, Estados Unidos.

O dono de 16 Grand Slams precisou de 1h31min para bater o espanhol de Manacor por 2 sets a 0 com parciais de 6/3 6/4 em um duelo atrasado em mais de três horas por conta da chuva.

Federer começou o jogo sendo apertado com dois breaks contra, mas sacou muito para se livrar. Em seguida o suíço conseguiu a quebra indo pra cima e abriu 3/0 salvando um 0/30. A partir daí Nadal se recuperou jogando bolas mais longas, aproveitando erros de Roger para igualar em 3/3. No oitavo game Federer foi pra cima e tornou a quebrar após erro de revés bobo de Rafa fechando o set em 41 minutos com ótima deixada. Foram 15 winners e 13 erros de Federer. Nadal aplicou apenas quatro vencedoras e se equivocou em seis.

A partir da segunda etapa Nadal se atrapalhou com o forte vento e a confiança de Federer levando uma quebra logo no terceiro game e viu Roger ir pra cima com a direita para ter 5/2 e saque. Rafa então ficou bravo, passou a ser mais agressivo, conseguiu devolver uma das quebras e teve um 15/30 no 5/4 e saque de Federer. Mas o suíço se manteve frio, abriu o primeiro match-point e após uma interrupção por conta da chuva concluiu o encontro.

Este foi o 28º duelo entre os dois e Federer alcança sua 10ª vitória se vingando da derrota na semifinal do Australian Open este ano. Em piso rápido são onze jogos e seis triunfos do maior vencedor de Majors de todos os tempos.

Neste domingo às 17h, Federer pega a surpresa americana, John Isner, 11º, na decisão. Isner, de 2,06m, derrotou Novak Djokovic por 7/6 3/6 7/6 na outra semi e vem de vitória sobre Federer na Copa Davis em pleno saibro de Friburgo, na Suíça, no mês passado.

Federer lutará pelo 73º título na carreira, o terceiro seguido. Ele vem dos canecos em Dubai (Emirados Árabes) e Roterdã (Holanda).
banner
banner