X
banner

Bellucci termina ano em 37º e não será cabeça na Austrália. Feijão torce

Segunda, 28 de novembro 2011 às 09:17:16 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Um dos objetivos de Thomaz Bellucci jogando o Challenger Finals em São Paulo era ficar próximo dos 32 melhores do mundo que conquistariam a condição de ser cabeça de chave no Australian Open, primeiro Grand Slam de 2012. Mas o brasileiro não conseguiu.

O paulista fechou a temporada na 37ª posição, desempenho pior que 2010 quando terminou em 31º e do que 2009 quando acabou em 36º.

Como o brasileiro optou por não jogar a primeira semana da nova temporada e só deve entrar em quadra na segunda em Auckland (Nova Zelândia), não vai alterar muito seu ranking e terá que contar co ma sorte para evitar um dos 32 favoritos logo de cara em Melbourne.

Ricardo Mello, número dois do Brasil, fechou a temporada no 85º lugar e está garantido na Austrália. Quem torce para entrar direto é João Souza, o Feijão, que termina o ano em 104º. A lista da Austrália sai na semana que vem com entrada garantida para os 104 primeiros, mas sempre alguns tenistas acabam conseguindo vaga por ranking protegido.

Mello finaliza o ano nove posições abaixo de 2010 enquanto que Feijão termina sete a frente da última temporada.

Rogério Dutra Silva permaneceu estável em 124º, bem superior ao 158º do último ano.

Quem está em alta é o gaúcho Guilherme Clezar que teve pontos pela conquista do future de Juiz de Fora (MG) somados. Ele saltou 21 posições e obteve seu melhor desempenho com o 282º lugar. Foram quatro títulos future este ano pro pupilo de João Zwetsch.
banner
banner