X
banner

Guga faz a festa e derrota Corretja em desafio no Rio

Sábado, 19 de novembro 2011 às 22:34:38 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Daniel Lacerda Gustavo Kuerten comemorou os 10 anos de seu tricampeonato de Roland Garros em grande estilo. Em desafio que reeditou a decisão de 2001, Guga venceu Alex Corretja por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 3/6 e 10/7, e fez a festa do público presente.

Guga começou frio no jogo. Corretja parecia um pouco mais à vontade e incomodou o serviço do brasileiro. A partir da sua marca registrada, uma esquerda paralela espetacular, o catarinense acordou e os dois tenistas protagonizaram lances belíssimos.

No oitavo game, Guga conseguiu a quebra após backhand do espanhol no pé da rede. No game seguinte, o melhor da primeira parcial, Corretja devolveu bem e teve break points, mas o catarinense escapou e fechou por 6 a 3, após esquerda paralela sensacional.

No segundo set, Corretja melhorou bastante e jogou com bolas mais pesadas. A atmosfera do jogo ficou mais leve e um amuleto de Guga curiosamente deu azar. Um torcedor na arquibancada emprestou ao brasileiro sua tradicional camisa da despedida em 2008, comemorativa ao título de Roland Garros em 1997. Logo depois de vesti-la, entretanto, ele errou bolas bobas e perdeu o saque.

Quando liderava em 5 a 3, Corretja teve um game duro e contou com a valiosa colaboração de um juiz de linha. Não se tratou de um erro de marcação, mas com 30/30 o espanhol permitiu que o juiz jogasse um ponto. Guga levou um lob do "substituto" e o ponto foi validado. Em seguida, Corretja aproveitou o set point e levou a definição para o super tie-break.

No desempate, os dois tenistas fizeram belos ralis de backhand e Guga manteve sempre a liderança no placar. O catarinense quase fechou o jogo com uma esquerda paralela, em momento que tirou um suspiro do público. Em seguida, liquidou o confronto para delírio dos espectadores.

Na cerimônia de premiação, Guga se mostrou feliz pela oportunidade de proporcionar às pessoas mais um pouco de seu talento: "É muito prazeroso jogar duas ou três vezes por ano, apesar do quadril judiado. É dessa inspiração que vem de vocês que sai minha motivação para continuar a batalha do dia a dia" - comentou.
banner
banner