X
banner

Bellucci culpa cansaço por derrota em São Paulo

Sábado, 19 de novembro 2011 às 19:19:31 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
A maratona de 2h45 que garantiu Thomaz Bellucci na semifinal do ATP Challenger Tour Finals cobrou seu preço neste sábado. Diante de Dudi Sela, o brasileiro contou com o apoio de um Ginásio do Ibirapuera lotado e tentou assumir controle do jogo, mas acabou esbarrando na regularidade do israelense, que marcou um duplo 6/4 e se classificou para a final do torneio. Na decisão, Sela enfrenta o vencedor do confronto entre os alemães Andreas Beck e Cedrik-Marcel Stebe.

Pelas lembranças do único encontro entre Sela e Bellucci - no US Open deste ano, quando o israelense venceu de virada por 4/6 2/6 6/4 6/3 6/0 -, não foi de surpreender que o duelo entre os dois fosse equilibrado. E, mais uma vez, com seu jogo paciente de poucos erros, Sela levou a melhor. "Foi a mesma coisa no US Open: ele é um cara que gosta de jogar no contra-ataque e hoje, de fato, mereceu a vitória", explicou o brasileiro, que na sexta-feira havia derrotado o eslovaco Martin Klizan por 3/6 6/4 7/6 (7). "Os três primeiros dias de torneio me desgastaram muito e não consegui entrar 100% hoje. Mas ainda tive bons momentos e saio tranquilo para aproveitar um pouco as férias e depois pensar em 2012."

O próprio Dudi Sela admite que o cansaço de Bellucci foi determinante para o resultado. "Sinceramente, não acho que fiz uma grande partida. Bellucci claramente estava desgastado do jogo duro de ontem e, por causa disso, cometeu muitos erros", explicou o israelense. "Quando o rival está nessa situação, é preciso ter tranquilidade para manter a bola em jogo, e isso acho que fiz bem. Mas espero aumentar o nível na decisão de domingo."

O ATP Challenger Tour Finals reúne os sete tenistas que mais conquistaram pontos em torneios da série Challenger ao longo da temporada 2011, além de um convidado do país-sede - no caso, Thomaz Bellucci. O Grupo Verde do ATP Challenger Tour Finals reuniu o brasileiro, o eslovaco Martin Klizan (90º do ranking da ATP), o alemão Andreas Beck (105º) e o norte-americano Bobby Reynolds (121º). Já o Amarelo teve o português Rui Machado (73º), o israelense Dudi Sela (95º) e os alemães Matthias Bachinger (109º) e Cedrik-Marcel Stebe (103º). Os jogadores se enfrentaram dentro dos grupos em sistema Round Robin - todos contra todos - e os dois primeiros colocados de cada chave se classificaram para as semifinais.
banner
banner