X

Equatoriano bate Cubas e chega à semifinal do II Chesf Open de Tênis

Sexta, 19 de maio 2006 às 21:46:45 AMT

Link Curto:

O equatoriano Carlos Avellan, 23 anos, evitou uma semifinal 100% brasileira no II Chesf Open Internacional de Tênis, torneio da série future que acontece no Squash Tennis Center, no Recife. Com um jogo muito regular, chegando em todas as bolas e firme na devolução, ele derrotou o catarinense Diego Cubas, por 2/6, 6/2 e 7/5, no principal jogo da programação de sexta (19) do future pernambucano.

Foi um jogo equilibrado, inclusive nos erros e nos acertos. O primeiro set foi amplamente dominado por Cubas, que estava bastante sólido no fundo de quadra, forçando o equatoriano a cometer vários erros. O jogo continuou com o msmo panorama na segunda parcial, sendo que os papéis se inverteram, com Avellan atuando com mais segurança e o brasileiro passando a desperdiçar bolas fáceis.

A etapa final foi bem diferente, com o equilíbrio tomando conta de todos os games. Cubas conseguiu uma quebra, abrindo 3/1, mas Avellan devolveu, empatando o jogo. O catarinense teve novamente a vantagem e chegou a sacar com 5/4 no placar. Mas o equatoriano se aproveitou do cansaço de Cubas para vencer três games consecutivos, fechando em 7/5.

“Acredito que ele errou justamente no que vinha fazendo bem, que era executar com perfeição as bolas que estavam entrando”, comentou o técnico do brasileiro, Rodrigo Laender. “No 5/4 tive uma chance em um voleio, quando estava 30/30. A partir daí ele não errou mais uma bola e eu abaixei um pouco a cabeça”, falou Cubas.

O equatoriano confessou que chegou a temer uma derrota, mas que a atuação no final do set acabou prevalecendo. “Foi um jogo muito duro, o Cubas é um grande jogador. Saquei bem e levei sorte em alguns pontos importantes no final da partida”, analisou.

Sobre o jogo de amanhã (sábado), contra Lucas Engel, ele prevê mais uma pedreira. “Luís é um grande amigo e um jogador muito forte. Vai ser outro jogo duro”, encerrou Avellan.

A programação deste sábado começa às 11h, com o duelo Engel x Avellan. Na seqüência, se enfrentam os paulistas Alexandre Simoni e Rogério Silva. Encerrando o dia, entra em quadra a decisão da categoria duplas.

Assessoria de Imprensa II Chesf Open de Tênis
banner
banner