X

Djokovic: 'Não tenho nada a perder contra Federer'

Terça, 25 de janeiro 2011 às 10:49:54 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Um misto de surpresa e alegria. Assim pode ser definida a sensação de Novak Djokovic após bater o tcheco Tomas Berdych nas quartas de final do Aberto da Austrália. Na luta por uma vaga na final, o número três do mundo vai enfrentar o suíço Roger Federer, a quem atribui todo o favoritismo.

"Estou muito feliz. Eu não sabia direito o que podia fazer aqui, joguei a final da Copa Davis no final do ano passado e não me preparei da melhor forma para esse torneio. Cheguei aqui confiante, estou bem fisicamente e estou motivado mentalmente. Hoje tive um teste de verdade contra o número seis do mundo e joguei talvez minha melhor partida nos últimos seis meses", vibrou o natural de Belgrado.

"Federer é o atual campeão aqui, então ele é o maior favorito e eu não tenho nada a perder aqui. Ele é um jogador muito agressivo, talvez o mais agressivo do circuito, mas não espero surpresas na semi, já jogamos muitas vezes. Em Nova York fiz um grande jogo contra ele e agora estou mais confiante e melhor fisicamente em relação àquele jogo, mas é impossível prever o que vai acontecer. Preciso ser paciente, tirá-lo da sua zona de conforto e não deixar ele desgarrar no placar no início", analisou o sérvio.

Sobre a vitória por 6/1 7/6 (7/5) 6/1 sobre Berdych, Djokovic afirmou que o tie-break no segundo decidiu a partida: "Aquele tie-break no segundo set foi decisivo. Existe uma grande diferena entre ter 2 sets a 0 e estar empatado em 1 a 1. Se ele tivesse vencido, a história do jogo podia ser outra", finalizou.
banner
banner