X

Camilo, Hocevar e Lindell avançam no Recife (PE)

Quarta, 19 de janeiro 2011 às 00:10:16 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Os principais favoritos ao título do future do Recife, não decepcionaram e avançaram às oitavas-de-final. Destaques para as vitórias dos paulistas Ricardo Hocevar, cabeça 1 da competição, e Rafael Camilo, do carioca naturalizado sueco, Christian Lindell, e do alemão André Begemann. A rodada desta quarta-feira começa às 11h.

Hocevar derrotou o uruguaio Ariel Behar, por 6/3 e 7/5. “Sou considerado favorito nesses torneios, então todo mundo joga bem contra mim. Ele sacou bem em vários momentos do jogo, mas consegui me impor nos pontos decisivos”, analisou o número 234 do ranking mundial.

Sobre o planejamento adotado para o início de 2011, Hocevar garante não ter se arrependido, mesmo tendo conseguido furar o quali do primeiro Grand Slam da temporada, no ano passado. “Estou sem patrocínio e era muito arriscado. Eu estava precisando ganhar alguns jogos, adquirir ritmo, para jogar os challengers e ATPs que vão acontecer no primeiro semestre. E estou conseguindo isto aqui”, afirmou. Já na próxima semana ele viaja para a Colômbia, onde vai disputar o challenger de Bucaramanga.

O adversário de Hocevar nas oitavas será o português Pedro Sousa, que na segunda-feira derrotou o mineiro Gabriel Dias, com facilidade. “Ele é muito bom jogador, talentoso. Vai ser mais uma pedreira. Nós nos enfrentamos uma vez e eu o venci na negra, no tie-break, no quali do ATP de Estoril”, lembrou o paulista.

Outro tenista de São Paulo, Rafael Camilo, 306º do mundo, teve um bom teste na estréia, diante do baiano Alexandre Schnitman. Depois de um primeiro set relativamente tranqüilo, quando anotou 6/2, o cabeça 3 só conseguiu derrubar Schnitman por 7/5 na segunda parcial. Nesta quarta, Camilo terá um desafio mais complicado, diante do ascendente pernambucano José Pereira, número 504 do ranking. Além do bom jogo de Pereira, Camilo ainda vai enfrentar a barulhenta torcida que tem comparecido em bom número na rodada noturna.

O carioca naturalizado sueco Christian Lindell fez uma das partidas mais esperadas do dia, diante de Federico Coria, irmão do ex-número 3 do mundo, Guillermo Coria. Os dois não decepcionaram. No duelo entre a potência dos golpes de Lindell e a velocidade de Coria, melhor para o sueco, mas após três sets: 6/4, 5/7 e 6/1. Na próxima rodada, o cabeça 7 enfrenta o catarinense Marlon Oliveira, que derrotou o pernambucano Luciano Silva, o Soró, por 6/1, 4/6 e 6/3.

Outros dois cabeças-de-chave que avançaram às oitavas-de-final foram os paulistas Rodrigo Guidolin e André Miele. Sexto favorito, Guidolin precisou virar para cima do gaúcho Diego Matos, que aplicou um contundente 6/1 no primeiro set. Ele venceu as parciais seguintes por duplo 6/4. Seu adversário nas oitavas será o catarinense Tiago Slonik que passou pelo venezuelano Luiz David Rodrigues, por duplo 6/2. Já Miele teve menos trabalho contra o juvenil Augusto Laranja e avançou em sets diretos, com o placar de 6/2 e 6/4. Ele encara Fabrício Neis, que venceu um duelo de gaúchos, diante de Gustavo Guerses, por 6/7 (8), 6/4 e 6/2.

Os outros dois jogos das oitavas-de-final foram conhecidos ainda na segunda-feira. O cabeça 2, Caio Zampieri (SP), terá um difícil compromisso diante do peruano Ivan Miranda, ex-104º do mundo. Já o gaúcho Guilherme Clezar, uma das promessas do tênis nacional, encara o inglês Morgan Phillips, que derrubou o cabeça 4 Eládio Ribeiro Neto (DF).
banner
banner