X

Nalbandian salva match-points e vence batalha de 4h47 contra Hewitt

Terça, 18 de janeiro 2011 às 12:44:35 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
No melhor jogo da 1ª rodada do Aberto da Austrália, David Nalbandian e Lleyton Hewitt deram um show na Rod Laver Arena, e o sul-americano foi premiado por salvar 23 break-points e dois match-points no 5º set antes de aplicar 9/7.

O ex-top 3 e atual número 21 do mundo levou a melhor sobre o 54º do ranking e líder da tabela da ATP em 2001 e 2002 após batalha de quase cinco horas – mais precisamente 4h47min – e marcou 3/6 6/4 3/6 7/6 (7/1) 9/7 no jogo.

O jogo foi muito equilibrado, e a prova disso é o número de pontos vencidos pelos dois tenistas, que foi exatamente o mesmo: 193. Nalbandian disparou ao todo 72 winners e cometeu 83 erros não-forçados, enquanto Hewitt disparou 64 bolas vencedoras e teve 62 equívocos.

A partida foi tomada por muita emoção do começo ao fim e os sets foram cheios de reviravoltas. Na quinta e decisiva parcial, Nalbandian chegou a sacar para o jogo com 5/4, permitiu o empate do australiano e precisou salvar dois match-points sacando com 5/6, mas manteve o sangue frio e seguiu firme no jogo até quebrar de zero o saque do adversário no 15º game antes de sacar bem e fechar o jogo com 9/7.

O sul-americano salvou 23 dos 30 break-points que cedeu ao oponente e aproveitou 6 das 12 oportunides que teve para vencer o game do saque do tenista da Oceania.

Essa é a segunda vez que Nalbandian derrota Hewitt diante de sua torcida. Em 2005, jogando na grama de Sydney pela Copa Davis, o argentino venceu por 3 a 0 em duelo polêmico onde, depois do jogo, ele mandou Hewitt “enfiar o ‘Come On’ no c...”, em alusão à tradicional forma como o australiano comemora seus pontos. O sul-americano acusou, na ocasião, o rival de comemorar durante o jogo de forma muito exarcebada seus pontos. Antes disso, em 2002, eles decidiram um Grand Slam, também na grama, em Wimbledon, onde foi o australiano quem levou a melhor sem sets diretos.

Na segunda rodada, o ex-top 3 vai enfrentar o lituano Richard Berankis (95º), de 19 anos, que superou em sets diretos o convidado australiano Marinko Matosevic (138º) por 6/4 6/2 7/5.
banner
banner