X

Annacone diz que Federer está pronto e que pode vencer mais Grand Slams

Quarta, 12 de janeiro 2011 às 12:22:58 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
O norte-americano Paul Annacone já treinou grandes nomes do circuito mundial, como o seu compatriota Pete Sampras e o britânico Tim Henman. Atualmente comandando o número 2 do mundo, o suíço Roger Federer, ele garante que é um orgulho ser o técnico do tenista da Basileia.

''Cada vez que acordo tenho que me beliscar um pouco. Considero que sou um sortudo por ter trabalhado com grandes jogadores como Sampras(oito anos), Henman(quatro anos) e agora com Federer. Estou aproveitando tudo isso '', disse o nova-iorquino, em entrevista concedida ao site do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, que começa a partir da próxima semana.

Annacone comentou que não pretende mudar nada em Federer, se não ajudar para que ele não se estagne e siga evoluindo. ''Não pretendo que Roger jogue agora com uma esquerda de duas mãos. Se trata de combinar a cabeça, o coração e o talento do jogador. Ele quer melhorar e quando vejo isso em um jogador que já ganhou tudo é incrível'', falou o californiano.

''Ele está focado para tentar ser mais agressivo e tirar mais proveito do seu jogo de ataque. O tênis hoje em dia se tornou unidimensional e os jogadores sabem se defender muito bem na linha de base. Roger tem a seu favor que ele pode fazer grandes coisas, tanto técnica e estrategicamente. Minha missão é organizar essas peças nesse complexo quebra-cabeça'', acrescentou.

Federer terminou a temporada passada vencendo o ATP Finals, em Londres, ao derrotar seu maior rival na final, o espanhol Rafael Nadal, número 1 do mundo, e começou 2011 com tudo, sendo campeão do ATP 250 de Doha, no Qatar, após derrotar o russo Nikolay Davydenko na grande decisão, por dois sets a zero, com parciais de 6/3 6/4.

''Acredito que Federer está pronto para jogar. Não mudaria muito sua forma de trabalhar, já que seu corpo e sua mente se sentem bem. Agora se trata de ir à quadra e fazer as coisas que ele sabe fazer'', confidenciou Annacone, que ainda comentou a respeito da quantidade Grand Slams que seu pupilo ainda pode conquistar. ''É difícil estimar um número correto. Ele pode ganhar todos os torneios que jogar, porque ainda não que não faça isso, tem qualidade para ganhar todas as partidas que jogue. Se ele se mantém saudável, feliz e com vontade, poderia chegar aos vinte Grand Slams. Porque não? '', concluiu.
banner
banner