X

'Foi na raça, no coração', celebra Camilo

Sábado, 08 de janeiro 2011 às 15:33:29 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por João Neto, direto de São Paulo - Poucos imaginavam a presença do brasileiro Rafael Camilo, número 448 do mundo, na grande decisão do Aberto de São Paulo. Vindo do quali, ele passou por adversários mais experientes durante sua campanha e garantiu o melhor resultado da sua carreira.

Neste sábado, para alcançar sua primeira final de challenger no circuito profissional, o irmão do judoca Tiago Camilo, medalhista de prata em Atenas 2004 e bronze em Pequim 2008, teve que ficar em quadra por pouco mais de três horas para superar o espanhol Adrian Menendez-Macieiras, por dois sets a um, com parciais de 5/7 7/6(6) 7/5.

Antes disso, ele havia superado, respectivamente, o seu compatriota Daniel Silva, contando com o abandono do rival por causa de câimbras, o argentino Horacio Zeballos, segundo pré-classificado e ex-top 50, e o italiano Thomas Fabbiano, com todos os duelos sendo decididos na terceira etapa.

Logo após o fim da semifinal, bastante exausto, Camilo falou que a vitória diante do espanhol foi na base da raça e da vontade. ''Hoje foi na raça e no coração. Acreditei do começo até o fim. Esse foi o diferencial '', explicou o jogador, que ainda creditou a boa campanha ao trabalho realizado com sua equipe técnica. ''Esse resultado é consequência de um bom trabalho que o pessoal do IGT vem fazendo comigo. Fiz uma excelente pré-temporada'', acrescentou.

O jovem também garantiu que estava preparado fisicamente para enfrentar outra maratona e ainda frisou que manter a cabeça no lugar tem sido fundamental para ele durante a semana: ''Desde o primeiro ponto, eu achava que jogaria três sets hoje, então procurei não me lamentar. Não desisti em nenhum momento e lutei por todos pontos. Estou tendo cabeça fria nos jogos. Por isso venho me safando de situações ruins e match-points contra''.

Para a grande decisão, quando terá pela frente seu compatriota Ricardo Mello, principal favorito ao título, ou o argentino Federico Del Bonis, sétimo pré-classificado, Camilo relatou que espera se recuperar bem e estar com o saque mais afiado. ''Vou me recuperar hoje para estar bem amanhã e procurar sacar melhor, pois pequei nisso em alguns momentos. Tenho que fazer um bom alongamento e uma boa fisioterapia agora'', concluiu.
banner
banner