X

Camilo vence batalha em SP e alcança sua 1ª final de challenger

Sábado, 08 de janeiro 2011 às 14:36:04 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por João Neto, direto de SP - Rafael Camilo, número 448 do mundo, alcançou a grande decisão do Aberto de São Paulo. Dessa vez, ele superou o espanhol Adrian Menendez Maceiras, 184 no ranking, em três sets, com parciais de 5/7 7/6(6) 7/5, após 3h05min.

Leia Também:
Camilo destaca sangue frio e celebra: 'Foi na raça'

Neste sábado, a campanha do qualifier paulista, de apenas 20 anos e irmão do medalhista olímpico Tiago Camilo, esteve bem perto de chegar ao fim, principalmente no tie-break da segunda etapa, quando ele viu seu adversário abrir 5-2 e ter um match-point logo na sequência. Na ocasião, Camilo sacava em 5-6 e disparou um belo serviço aberto, sem dar chances ao europeu.

O ponto acabou dando mais confiança ao tenista da casa, que empolgou a torcida e anotou dois pontos consecutivos, sendo o último deles, no set-point, uma incrível bola vencedora de esquerda na paralela, para definir a parcial e deixar tudo igual na quadra central do Parque Villa-Lobos.

No terceiro set, mesmo vindo de três sets disputados em todas as partidas anteriores, Camilo ignorou o cansaço e continuou indo para cima do espanhol, conseguindo potentes e precisos golpes, além do saque que começou a entrar com mais frequência. Tanto que, no quarto game, ele fez cinco aces, dois deles em break points.

Passado o susto, os jogadores foram mantendo seus serviços até o décimo primeiro game, quando o paulista aproveitou o embalo da plateia e foi para cima do espanhol com tudo. Apesar de ser jovem e com pouca experiência no circuito, Camilo não hesitou e obteve a quebra decisiva. Depois disso, foi só o brasileiro manter o saque e garantir sua primeira final de challenger e o melhor resultado da carreira.

Em busca de seu primeiro título de grande expressão no circuito profissional, Camilo terá pela frente o ganhador do encontro envolvendo o brasileiro Ricardo Mello, número 76 do mundo e principal favorito ao título, e o argentino Federico Del Bonis, sétimo pré-classificado e responsável pela eliminação do João Souza, o Feijão.

Além da vaga garantida na final, o brasileiro vai somar 70 pontos no ranking e vai se aproximar do grupo dos 300 melhores tenistas do mundo, superando significativamente sua melhor marca anterior, que havia sido a 433ª colocação, obtida em outubro do ano passado.
banner
banner