X

Mello passa sufoco, mas elimina talentoso pupilo de Larri Passos

Quinta, 06 de janeiro 2011 às 15:48:20 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Pela primeira vez após onze jogos, Ricardo Mello perdeu um set no Aberto de São Paulo, segundo maior evento do Brasil, mas saiu com a vitória diante do taiwanês Tsung Yang, 304º colocado, com parciais de 3/6 6/4 7/6 (7/4), após 2h54min de duração.

Yang foi campeão juvenil de Wimbledon, em 2008, e ascendeu na época ao topo do ranking da ITF. Hoje em dia, ele tem contrato e treina na Academia de Larri Passos, em Camboriú, Santa Catarina, ao lado de alguns brasileiros como Thomaz Bellucci, atual número 31 do ranking, Rogério Dutra Silva e Tiago Fernandes, que também já chegou a liderar a lista juvenil.

O número dois do Brasil e 76º do mundo passou por um enorme sufoco durante todo o confronto. No segundo set, teve que salvar quatro break-points, confirmou sua única chance e só foi vencer no tie-break decisivo, após perder várias chances de quebra na parcial decisiva e sair com um mini-break de desvantagem no desempate.

Após o fim do jogo, demonstrando estar bastante cansado, Mello elogiou o jovem e também lamentou as chances perdidas. ''Eu poderia ter finalizado antes, mas não consegui e tive que me manter firme mentalmente. Se eu consigo a quebra no primeiro set, tinha deslanchado. Aí ele foi e conseguiu aproveitar a primeira chance que teve. Sabia, então, que pelo fato de ter desperdiçado algumas oportunidades tinha que lutar até o último ponto.

''O garoto sacou muito constante, principalmente nos momentos perigosos. Não teve medo e acertou paralelas incríveis '', acrescentou o campineiro, que ainda fez questão de agradecer a torcida presente na quadra central do Parque Villa-Lobos. ''Jogar em casa em uma partida como a de hoje me ajudou muito. O embalo da torcida foi bastante importante. Além disso, tinha meus amigos e minha família assistindo e me empurrando. Mas, independente de ser em São Paulo ou na China, eu lutaria do mesmo jeito '', falou Mello.

Três vezes campeão do evento paulistano e principal favorito ao título da edição desse ano, Mello ressaltou que, apesar de favorito, tem que pensar a cada partida. ''Já venci aqui três vezes, mas hoje tive a prova que é jogo após jogo ''. Ele ainda comentou sobre a possibilidade de desistir da chave de duplas, onde está ao lado do seu compatriota Caio Zampieri. ''Preciso ver como vou descansar para a dupla e vou conversar com meu parceiro para agente ver o que faz. Minha prioridade é simples '', concluiu.

O campineiro é o atual bicampeão do torneio, onde não perde desde 2007, quando caiu na primeira rodada (não participou em 2008). Ele soma assim seu 12º triunfo no Parque Villa-Lobos e vai enfrentar agora o argentino Juan Pablo Brzezicki, 175º, que superou o brasileiro Rogério Silva, por 6/4 7/6 (7/2). Mello perdeu três dos quatro jogos contra o hermano.
banner
banner