X

Soderling ressalta mental e quer o troféu. Llodra decepcionado

Sábado, 13 de novembro 2010 às 18:29:53 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Robin Soderling salvou três match-points e o ímpeto da torcida ao bater o local Michael Llodra pela primeira vez em três jogos com parciais de 6/7 (7/0) 7/5 7/6 (8/6), se garantindo na final do Masters 1000 de Paris (França) neste sábado.

O número cinco do mundo ressaltou a parte mental como decisiva no triunfo: "Foi uma ótima partida. Talvez não tenha sido bonita, mas venci. Tênis é um esporte muito mental pois todo mundo pode jogar bem. Então esta parte (cabeça) é que diferencia edecide os jogos".

Neste domingo, às 12h, contra o francês Gael Monfils, 14º colocado, Soderling tentará sua primeira conquista deste tipo de evento: "Todos os tops querem ir bem nos grandes torneios. Esse ano fui bem nos Grand Slams (final de Roland Garros) e Masters 1000. Fiz duas semifinais, uma quartas e agora final. É bom, mas ainda falta uma vitória e espero jogar bem para ter minha chance".

Soderling falou da parte física após batalhar por 2h49min neste sábado: "Estou perfeito, o que é muito bom pois ainda falta uma partida amanhã e algumas em Londres (ATP Finals a partir do dia 21)".

Derrotado nas semis, Llodra, 34º do mundo, saiu decepcionado, mas satisfeito com a semana: "Estou chateado. Estou irritado comigo mesmo. O tie-break decisivo hoje foi uma loteria. Mas mesmo assim a semana foi positiva. Derrotar Novak Djokovic, um top 3, John Isner, que me ganhou semana passada e tem um jogo que me incomoda muito".
banner
banner