X

Bellucci derruba alemão e encara Davydenko no Masters de Paris

Terça, 09 de novembro 2010 às 13:39:23 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Thomaz Bellucci, número 1 do Brasil, espantou a má fase e com uma ótima atuação derrotou o alemão Philipp Kohlschreiber,33º colocado da ATP, e se garantiu na segunda rodada do Masters 1000 de Paris (França), competição jogada no piso rápido coberto. Foto: Cynthia Lum

Leia Também:
Bellucci quer se impor contra Davydenko

Bellucci, número 30 do mundo, precisou de 2h10min para superar o rival com 2 sets a 1, parciais de 7/6 (7/5) 5/7 6/3. O paulista de Tietê iguala em 2 a 2 o confronto direto entre os dois.

Thomaz, que disputa sua última competição do ano, vinha em uma fase ruim com raras vitórias nos grandes torneios e de quebra não ganhou a etapa de São Paulo da Copa Petrobras onde era franco-favorito - perdeu a final para Marcos Daniel.

Nesta quarta-feira ele lutará por uma vaga nas oitavas de final diante do russo Nikolay Davydenko, 11º do mundo, que também não está em boa fase e não passa das quartas de final de um evento desde o início da temporada.

Davydenko é o décimo favorito ao título e nunca enfrentou o paulista.

O jogo

Bellucci cumpriu sua promessa em evitar os erros não-forçados. Cometeu apenas 25 nos três sets contra mais do que o dobro do rival (54). Nos winners ele perdeu em pouco, 31 diante de 42. O saque foi muito importante e de ambos esteve afiado. Bellucci disparou 21 aces contra 20 de Philipp com 55 % de aproveitamento do primeiro serviço.

Na primeira etapa Thomaz precisou salvar quatro breaks logo no início e teve apenas um game com 0/30 a seu favor. O duelo foi ao tie-break e Kohlschreiber cometeu muitos erros até Bellucci aproveitar e definir por 7/6 (7/5) após 52 minutos com um ace.

No segundo set Bellucci não teve chancesno saque do rival novamente, mas conseguia confirmar o seu. Todavia no décimo game o primeiro serviço passou a não entrar. Ele sesafou de um set-point, mas no 12º não teve jeito e um erro de backhand deu ao rival o empate.

Bellucci conseguiu melhores devoluções na etapa final e obteve a quebra no sétimo game após dupla-falta do europeu. O game seguinte foi tenso e decisivo. Bellucci disparou três aces, abriu 40/15, mas dois desafios eletrônicos certeiros do rival fizeram comque o brasileiro se desistabilizasse cometendo erros e dupla-falta. Todavia Kohlscireber contribuiu e perdeu um break com erro de slice. Bellucci obteve a vantagem e fechou o game com bom backhand. No game seguinte a cabeça do oponente foi embora e com uma série de equívocos deu o triunfo ao brasileiro.
banner
banner