X

Berdych: 'Sentimento de bater o número 1 é enorme'

Quarta, 31 de março 2010 às 10:44:31 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Após bater o suíço Roger Federer por 6/4 6/7 (7/3) 7/6 (8/6) nas oitavas-de-final do Masters 1000 de Miami, em partida onde salvou um match-point, o tcheco Tomas Berdych não escondeu a felicidade pelo feito alcançado, mas prefere manter os pés no chão e já pensar no próximo jogo.

"Toda vez que você vence depois de salvar um match-point no tie-break do terceiro set a alegria é imensa. Na partida de hoje eu tive a chance com uma quebra no terceiro set, mas Roger luta até o último ponto e dificulta as coisas. De qualquer maneira, estou muito feliz pela forma como terminou", afirmou o tcheco.

"O sentimento de bater o número um do mundo, ainda mais da forma como aconteceu, é enorme, mas ainda assim o jogo de hoje não foi uma final. No dia seguinte terei outro jogo, então a vitória de hoje só serve para tirar coisas positivas e aumentar minha confiança para a próxima partida. Estou ansioso para voltar à quadra", concluiu o atual número 20 do mundo, que disputa uma vaga na semi com o espanhol Fernando Verdasco.
banner
banner