X

Bellucci vai à 2ª rodada em Xangai e será top 50 na próxima semana

Segunda, 12 de outubro 2009 às 07:41:50 AMT

Link Curto:

Thomaz Bellucci - Bangkok 09
O paulista Thomaz Bellucci, número um do Brasil e 53 do mundo, garantiu na madrugrada desta segunda-feira sua vaga na segunda rodada do Masters 1000 de Xangai (China), penúltimo evento da série na temporada que é disputado em quadras rápidas e distribui US$ 3,240,000 em premiação, e com a vitória recolocará o país no top 50 depois de mais de quatro anos a partir da próxima semana.
Leia ainda: Bellucci celebra top 50 e quer se tornar um jogador de alto nível

O jogador canhoto natural de Tietê derrotou em sets diretos o suíço Marco Chiudinelli (83º), que assim como ele veio do qualifying, com parciais de 7/6 (7/3) 6/4 em 1h52min de jogo, aumentando assim para 2 a 0 sua vantagem nos confrontos diretos contra o oponente.

Na primeira etapa houve uma quebra de saque para cada lado e o brasileiro levou a melhor no tie-break. No segundo set Bellucci foi perfeito, não cedeu nenhuma chance ao rival, e conseguiu derrubar o serviço do adversário uma vez para sacramentar a vitória.

Na luta por uma vaga nas oitavas-de-final, Bellucci vai enfrentar pela primeira vez na carreira o chileno Fernando Gonzalez (12º), que vinha tendo dificuldades contra o alemão Mischa Zverev (67º) quando viu o rival abandonar no início do terceiro, quando o placar marcava 7/5 6/7 (7/0) 2/2.

Pela campanha, Bellucci já tem garantidos 70 pontos no ranking da próxima semana (45 pela 2ª rodada na chave principal + 25 do quali) e deve somar um total de 903 na lista a ser divulgada pela ATP na próxima segunda-feira.

Com essa pontuação, o brasileiro estaria virtualmente na 45ª posição do ranking, mas pode ganhar ou perder posições dependendo dos resultados da semana. Ainda assim, é praticamente impossível que ele não apareça, pela primeira vez na carreira, no top 50, meta estipulada e por ele e seu técnico, João Zwetsch, desde o início do ano.

A última vez que o Brasil teve um tenista entre os 50 melhores do mundo foi em julho de 2005, quando, depois de fazer quartas-de-final no ATP de Los Angeles, o paulista Ricardo Mello alcançou justamente a 50ª posição na tabela.
banner
banner