X

Carlos Jordan dos Santos conquista Masters de Cadeira de Rodas no Guarujá

Quarta, 22 de fevereiro 2006 às 10:59:09 AMT

Link Curto:

Tênis Cadeirantes
O ano de 2006 tem sido generoso com o tenista brasiliense Carlos “Jordan” dos Santos. Principal esperança do Brasil para o Campeonato Mundial por Equipes de Tênis em Cadeira de Rodas, que acontecerá na Academia de Tênis Resort, em Brasília, entre os dias 1º e 7 de maio, Jordan conquistou, no último final de semana, seu segundo título em menos de 15 dias.


Campeão do Masters do Circuito Brasiliense no dia último dia 12, ele participou, no final de semana passado, do Masters do Circuito Brasileiro, promovido pela Confederação Brasileira de Tênis (CBT). A competição reuniu os oito melhores do ranking nacional em 2005 e fechou o calendário do ano passado.

Superando as dores que ainda o incomodam devido a uma lesão no braço direito, que o afastou dos treinos no início de fevereiro, Jordan chegou ao Guarujá disposto a se fechar o ano de 2005 no topo do ranking.

Na primeira fase (os jogadores foram divididos em dois grupos de quatro atletas, dos quais dois de cada grupo avançavam às semifinais), Jordan estreou com vitória sobre Cristiano Santos, de São Paulo, por 2 x 0, parciais de 6/1 e 6/3. Mas no jogo seguinte, contra o capixaba Adalberto Rodrigues, o brasiliense acabou derrotado, de virada, por 2 x 1, parciais de 6/3, 3/6 e 3/6. “Esse não foi uma partida boa para mim. Meu braço me incomodou muito, choveu, o que fez com que a partida tivesse que ser interrompida e jogada depois, à noite, e, além do mais, ele jogou muito bem”, avaliou Jordan.

No último confronto do grupo, Jordan derrotou Cássio Sena, de São Paulo, por 2 x 0, parciais de 6/1 e 6/2, e para sua própria surpresa, acabou ficando em primeiro lugar do grupo, já que Adalberto Rodrigues foi abatido em sua última partida da primeira fase.

Empolgado pela surpresa, que evitou um confronto com o paulista Maurício Pommê na semifinal, Jordan entrou em quadra para enfrentar Zilmar Pires, de Santos, por uma vaga na decisão. A vitória por 2 x 0, parciais de 6/4 e 7/5 o garantiu na final contra Pommê e Jordan entrou em quadra disposto a não vacilar.

“Na final eu procurei esquecer o problema com o braço. Adotei a estratégia de sacar forte e buscar terminar logo os pontos e deu certo. Saquei bem e busquei atacar o saque dele e com isso consegui a vitória”, comemorou Jordan, que chegou ao bicampeonato no Masters Brasileiro após o triunfo por 2 x 0, parciais de 6/3 e 7/5.

Descanso

Depois de triunfar tanto no Masters do Circuito Brasiliense como no Masters do Circuito Brasileiro, Jordan concentrará seus esforços em se recuperar plenamente da lesão. “Vou ficar uns dez dias parado, fazendo fisioterapia para estar 100% na minha próxima competição que é em Betim (MG), a partir do dia 22 de março”, adiantou o número um do Brasil, que está mais empolgado do que nunca para a disputa do Mundial em maio.

“Esses dois torneios me encheram de entusiasmo para o Mundial porque se eu consegui me superar e vencer mesmo com o problema no braço, quando estiver totalmente recuperado vou poder lutar ainda mais para fazer uma boa apresentação no Mundial”, explicou o tenista, revelado pelo Programa Inserir, em Brasília. O únipo ponto negativo até aqui é que, apesar de todo o sucesso, Jordan ainda aguarda por um patrocinador que o permita evoluir ainda mais no esporte.

Fonte: Luiz Dias
banner
banner