X
banner

Oito federações na disputa para sediar a Davis no Brasil

Quarta, 13 de abril 2005 às 21:33:56 AMT

Link Curto:

CBT
A Confederação Brasileira de Tênis informou nesta quarta-feira, por meio de texto encaminhado por sua assessoria de imprensa, que a disputa pela sede do confronto entre Brasil e Antilhas Holandesas está entre oito estados. O duelo é válido pelo Zonal Americano 2 da Copa Davis e acontece entre 15 a 17 de julho.


Representes das federações de Paraná, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Sergipe, Ceará e Pará enviaram carta ao presisente da entidade, Jorge Lacerda da Rosa, manifestando o desejo de abrigar o duelo, que pode deixar o país a uma vitória da segunda divisão.

A federações têm até 18 de abril para encaminhar documentação atestando a participação e o apoio dos governos estaduais e municipais na empreitada. Também devem informar o local em que será construído o complexo, a ser utilizado para o desenvolvimento do tênis na região após a Copa Davis.

"Ontem estive com o Secretário do estado e ele reiterou seu apoio à realização da Copa Davis, mas precisamos saber quais são os encargos, o custo total do evento para confirmarmos", disse Mário Martins, presidente da Federação Paraense.

A federação sul-matrogrossense também diz ter apoio governamental e um local no Parque dos Poderes, onde seriam construídas cinco quadras. "Os governos municipal e estadual sinalizaram interesse e teremos uma reunião na sexta-feira para conversar sobre isso. Ele estão apoiando o tênis desde o ano passado, com a realização de torneios profissionais e juvenis nacionais", explicou Waldemar Scacalossi.

No Espírito Santo não é diferente. O presidente Carlos Braga garante contar com o suporte necessário e salienta: "o nosso diferencial é contar com uma cidade (Vitória) limpa e organizada, com posição geográfica privilegiada e uma rede hoteleira preparada para receber muitos visitantes", fez propaganda.

"Além disso, a construção de um complexo de tênis em uma área pública se alinha com os desejos da prefeitura de desenvolvimento da região e de projetos de inclusão social. Para tirar a Davis daqui tem que ter um projeto muito melhor", adiantou.

O nono local interessado em receber a Copa Davis é São Paulo, representado pela Confederação Brasileira de Tênis. A entidade também promete seguir os pré-requisitos para a realização. A CBT vai aguardar até dia 18, prazo final de entrega do projetos, para definir a sede.

Fonte: TenisBrasil
banner
banner