X

Melo vai comemorar vice em Paris: 'Só tenho coisas boas a tirar dessa campanha'

Quinta, 04 de junho 2009 às 16:58:28 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Por Fabrizio Gallas, Direto de Paris

Antes de vir para a entrevista coletiva, Marcelo Melo teve que passar pelo exame anti-doping e depois de uma certa demora falou sobre a experiência de disputar pela primeira vez uma final de Grand Slam o qual saiu derrotado em batalha apertada (ao lado da americana Vania King) contra os americanos Bob Bryan e Liezel Huber por 5/7 7/6 10/7.

"Foi uma experiência muito legal, fiquei muito feliz de ter essa presença e reconhecimento. Por mais que seja uma dupla mista poder jogar nessa quadra central foi muito legal. Curti ao máximo, jogamos da mesma maneira que vinhamos no torneio inteiro, tirando o início do jogo onde estive tenso e nervoso", disse Melo que repetiu os feitos de Cássio Motta/Cláudia Monteiro (vice-campeões de 1982) e Jaime Oncins (vice em 2001 ao lado da argentina Paola Suarez).

"Tivemos há dois pontos de ganhar o jogo, o ponto do 5/5 foi impressionante, tomei dois lobs na linha. São coisas que acontecem no tênis e não tenho o que lamentar. Eu e minha parceira jogamos muito bem. Estou orgulhoso e muito feliz, nenhum pouco triste".

Melo chegou a citar Gustavo Kuerten na cerimônia de premiação, último brasileiro a vencer um Slam, exatamente na capital francesa em 2001: "Eu tava ali falando que a última vez que um brasileiro tava na final foi o Guga e eu estava no momento do mesmo lugar que ele esteve, só que foi diferente, o Guga foi campeão. Foi uma sensação impressionante, fiquei emocionado. Foram sensações inexplicáveis, melhores da minha vida".

Melo tirou lições positivas dessa boa campanha nas mistas para a dupla que forma com André Sá. Os dois caíram na primeira rodada: "Por mais que eu tenha jogado com o André isso deu pra mostrar que quanto mais relaxado eu estou, melhor jogo. Tirar essa pressão de ter que fazer as coisas e jogar. Fiz meus melhores jogos na mista".

Apesar da derrota Melo vai comemorar com um jantar ao lado de seus familiares e Bruno Soares: "Ter um troféu de Roland Garros é algo para poucas pessoas. Acho que eu mereço".

O mineiro agora parte para disputar o torneio de Queen's na próxima semana.
banner
banner
banner