X

Melo: 'Estar numa final de Grand Slam é indescritível'

Quarta, 03 de junho 2009 às 16:20:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Por Fabrizio Gallas, direto de Paris

O Brasil está na final de um Grand Slam com Marcelo Melo ao lado da americana Vania King nas duplas mistas. É a primeira vez desde Gustavo Kuerten em Roland Garros 2001 que o país está representado em uma decisão de tal competição e oportunidade de repetir o feito do gaúcho Thomaz Koch que venceu ao lado de Fiorella Bonicelli em 1975 no mesmo evento.

Depois do triunfo por 6/2 3/6 10/7 sobre o bielorusso Max Mirnyi e a russa Nadia Petrova, parceria cabeça-de-chave número 4, Melo, que já fez semis de Wimbledon e quartas do Us Open em 2007, contou como é a experiência de disputar uma final de um Major: "Não to acreditando até agora que estou na final. Quando o cara errou a bola foi uma sensação indescritível. Esse jogo eu estava muito nervoso. Mesmo que seje mista fazer uma final de Grand Slam é especial pois todos os bons duplistas estão atuando e nós ganhamos de dois cabeças-de-chave. Acho que pode dar qualquer um na decisão", disse o tenista que luta pelo título contra os americanos Bob Bryan e Liezel Huber.

Melo contou como foi formada a parceria com Vania King. O mineiro tem 2,03m enquanto que a tenista tem pouco mais de 1,60m: "Foi engraçado. Conheci ela em Memphis (EUA) e assinamos aqui a lista pra jogar faltando dez minutos pra fechar depois de ver que tinhamos ranking pra entrar (ranking para jogar é determinado pela posição em duplas de cada). Quando começamos a jogar acabou casando o nosso estilo. Fomos muito felizes, nenhum de nós esperavamos que chegassemos tão longe. No primeiro jogo estavamos perdendo de 4/0 e viramos e até a partida de hoje ficamos sem perder sets", disse Melo.

O mineiro admitiu que o entrosamento foi adquirido apenas durante as partidas e seu objetivo com as mistas é de treino para as duplas onde forma parceria com André Sá: "Hoje os dois adversários sacavam tanto que a gente tinha que fazer alguma coisa. Alí no 8/7 e saque da Vania, arrisquei cruzar e a adversária errou na fita. Por isso estamos jogando bem, um clima divertido e combinamos bem as coisas. A comunicação nossa é mais onde vai devolver, onde ficar. Entrosamento vai mais na hora, aquecemos antes das partidas. Sempre entro na mista pra jogar solto e treinar pra dupla normal".

Melo e King disputam a decisão nesta quinta-feira com transmissão ao vivo do Tênis News em partida que começa por volta das 12h, horário de Brasília. O torneio de mistas é exibição e não vale para o ranking de duplas comum, apenas possui premiação.
banner
banner
banner