X

Federer admite nervosismo por grande chance de vencer na França

Quarta, 03 de junho 2009 às 15:10:28 AMT

Link Curto:

Federer - RG 09 II

Por Fabrizio Gallas, direto de Paris

Rafael Nadal, Novak Djokovic e Andy Murray estão fora da chave e surge a grande possibilidade para Roger Federer conquistar pela primeira vez o Aberto da França. Depois de se classificar para as semifinais, o número 2 do mundo admitiu que ficou nervoso com a grande chance que tem nas mãos (perdeu as últimas três finais para Nadal) e falou da emoção de ter o apoio do público para realizar seu sonho.

"Estou muito feliz por voltar nas semis aqui. Foi minha partida mais consistente no torneio até agora e veio em boa hora pois eu sabia o quão perigoso que seria este jogo", disse o suíço que bateu hoje o francês Gael Monfils por 7/6 6/2 6/4: "Todo mundo está nervoso nesse momento do torneio. Fiquei bastante ontem e hoje pouco antes da partida, me senti cansado, mas quando fui pra quadra fiquei mais tranquilo".

"Saber que estou perto do meu primeiro título aqui na França é uma das razões que me deixaram nervoso antes da partida de hoje. A história toda de que Nadal perdeu, Djokovic perdeu, Murray perdeu, deixando a chave mais aberta, não afeta meu jogo, mas me deixa mais nervoso", continuou o suíço que tem pela frente três oponentes fregueses nas semifinais.

"Não é pelo fato que eu tenho bom retrospecto contra meus oponentes que ficaram na chave que eu vou vencer, mas darei meu melhor pelo título aqui.

Não só Federer quer vencer pela primeira vez em Paris como o público na imensa maioria. O suíço destacou que vem sendo parado por muitos que torcem por ele. A torcida estava divida na partida de hoje mesmo sendo diante de um local: "O público foi justo. Estou feliz em ver o pessoal me apoiando, agradeço e tento dar minha melhor performance pra eles. Esse ano está mais extremo o apoio a mim. Quando ando na rua, vou jantar, paro no sinal vermelho, as pessoas sempre me param pra tirar fotos, me dão apoio, dizem que este é meu ano. Não temos um Grand Slam na Suíça, mas esse é um dos que o público mais me apoia".

Federer agora encara o argentino Del Potro, quinto do mundo, que passou em sets diretos pelo espanhol Tommy Robredo. O retrospecto do natural da Basiléia é de 5 a 0 sem nunca ter perdido um set: "Tenho um bom recorde contra ele. Fiz um excelente duelo na Austrália, em Madri foi mais parelho. O saibro se adapta melhor ao jogo dele e ele melhorou muito de um ano pra cá. Com certeza será um jogo difícil. Respeito ele bastante e mesmo que tenha um bom recorde não significa que vou ganhar".
banner
banner
banner