X
banner

Sá, lesionado, está fora até maio

Quarta, 06 de abril 2005 às 22:59:11 AMT

Link Curto:

André Sá
O brasileiro André Sá sofreu uma ruptura parcial no ligamento do pulso direito e só deve voltar às quadras em cerca de um mês. A contusão surgiu enquanto o tenista de 26 anos treinava para o qualificatório do Masters Series de Miami, há pouco mais de duas semanas.


Quarto melhor jogador do país na atualidade, Sá está com a mão imobilizada e deve permanecer pelo menos três semanas sem treinar. "É chato ficar de molho, mas preciso ter paciência", pondera o atual número 159 do ranking, acometido pelas dores dois dias antes do embarque para os EUA. "Foi piorando, piorando, até que não agüentei mais", rememora.

Sá retira o gesso dentro de duas semanas para iniciar a fisioterapia. Como a ruptura não foi total, está afastada a hipótese de cirurgia. O objetivo do mineiro é jogar o challenger de Praga, em 9 de maio, como preparação para o qualificatório de Roland Garros. "A idéia é essa, mas ainda não sei se vai ser possível", observa o tenista de Belo Horizonte.

Ex-55º do ranking de entradas, Sá começou a temporada disposto a recuperar seu lugar no top 100. Chegou à semifinal de Waikoloa e decidiu o título no challenger de Dallas, onde ficou com o vice. Convidado pela organização, esteve perto das quartas do Brasil Open, mas cedeu a virada ao australiano Peter Lucsak. Seu último jogo aconteceu em 6 de março, quando venceu o colombiano Oscar Rodriguez no Zonal Americano 2 da Copa Davis.

Profissional desde 1996, Sá é um dos quatro brasileiros com vaga no "Clube dos 8", o seleto grupo dos quadrifinalistas de Wimbledon, e soma mais de US$ 1,2 milhão em premiação acumulada. É hoje o melhor duplista do país, na 107ª colocação, mas já foi o número 46 em 2 de fevereiro do ano passado, após as quartas no Aberto da Austrália. Ele é o tenista nacional com maior quantidade de títulos em challenger - 10 no total.
banner
banner