X

Apesar da derrota, capitão britânico não pensa em pedir demissão

Domingo, 08 de março 2009 às 17:46:06 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Após a derrota em casa dinate da Ucrânia por 4 a 1, o capitão da Grã-Bretanha, John Lloyd, afirmou que não pretende abandonar seu atual cargo.

"Esse a ssunto é com o meu chefe, tudo que sei é que tenho um contrato com a federação e quero cumprí-lo", afirmou.

Sobre a ausência de Andy Murray, principal nome do país e que foi desfalque da equipe devido a uma virose, Lloyd não fez críticas e acredita que o atual número quatro do mundo estará presente no duelo contra a Polônia em setembro, onde a Grã-Bretanha precisará sair com a vitória para evitar o rebaixamento ao Zonal II, equivalente à terceira divisão da competição.

"Acredito que Murray estará conosco em setembro. Vou falar com ele em breve e ver ele está disposto a nos ajudar. Ele é uma boa pessoa e gosta muito de jogar a Davis, mas espero que ele esteja bem para nos ajuda em se tembro", concluiu Lloyd.
banner
banner