X

Bellucci leva Robredo ao extremo, mas fica com o vice no Brasil Open

Sábado, 14 de fevereiro 2009 às 23:32:43 AMT

Link Curto:

Thomaz Bellucci - Brasil Open 09 III
Faltou pouco para o brasileiro Thomaz Bellucci faturar o título do Brasil Open. O número 84 do mundo e primeiro do país fez uma ótima partida, lutou como um guerreiro, mas acabou com o vice-campeonato em derrota no detalhe pelo espanhol Tommy Robredo, 19o. do mundo e segundo favorito ao título, por 2 sets a 1 com parciais de 6/3 3/6 6/4 após 2h13min.

Bellucci, aos 21 anos, um mês e catroze dias, foi o segundo mais jovem brasileiro a disputar a final de um torneio nível ATP. Ele também foi o terceiro brasileiro a lutar pelo caneco na Costa do Sauípe (BA), repetindo Fernando Meligeni (vice em 2001) e Gustavo Kuerten (campeão em 2002 e 2004).

Há quatro anos e meio o tênis nacional não tinha um tenista na final de uma competição de primeira linha - o feito anterior havia sido de Ricardo Mello que foi campeão em Delray Beach 2004.

Pela excelente campanha, Bellucci somará 150 pontos e irá para o 63o. lugar no ranking da ATP, o melhor de sua carreira. Nosso jovem tenista não tem descanso e segue direto para Buenos Aires onde joga mais um torneio da série 250.

O jogo

Robredo esteve muito firme em seu serviço e cometeu pouquíssimos erros não-forçados. A única quebra veio logo no segundo game com erros de Bellucci, um lance de sorte onde uma passada triscou na fita e encobriu o brasileiro e uma linda devolução de revés do espanhol. Robredo segue tranquilo até o 5/3 quando Bellucci tirou seu melhor jogo, abriu 0/30 com winners e viu Robredo empatar. O brasileiro teve uma única chance de quebra, mas robredo tirou linda esquerda da cartola e confirmou o triunfo do set por 6/3 em 35 minutos com um ace.

Na segunda parcial o brasileiro elevou o nível, diminuiu os erros e conseguir se manter com o saque firme mesmo com vários 15/30, 0/30 contra. O oitavo game foi decisivo. Bellucci foi pra cima e conseguiu a quebra forçando o equívoco do rival. Depois serviu muito bem e com um winner fechou por 6/3.

Na última parcial muito equilíbrio até o sexto game quando o paulista falhou em quatro bolas. Robredo abriu 4/2, se viu pressionado com 30/40 em seu game de saque, mas confirmou e abriu 5/2. Bellucci então precisou se livrar de 15/30 em seu saque, confirmou, e partiu pra cima do adversário que servia para o título. Com winners na linha e muita coragem, Bellucci conseguiu devolver a quebra e fez a quadra central ferver. Mas no décimo game, a ansiedade bateu, Bellucci cometeu alguns erros e Robredo sagrou-se campeão, levantando o oitavo caneco em sua 15a. decisão.
banner
banner